FIEMS JUNHO

segunda, 17 de junho de 2024

Busca

segunda, 17 de junho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Política

há 2 semanas

Campo Grande é premiada por redução de perdas em água, esgoto e Adriane celebra

A premiação ocorreu na sede da Fundação Getúlio Vargas e foi entregue a prefeita Adriane Lopes

Campo Grande recebeu pelo Instituto Trata Brasil em parceria com a consultoria GO Associados e o Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais (CEISA) da FGV (Fundação Getúlio Vargas), o prêmio ‘Casos de Sucesso’, como uma das melhores capitais na redução de perdas de água e tratamento de esgoto, apresentando índices superiores à média nacional.

A prefeita Adriane Lopes e o diretor-executivo da Águas Guariroba, Gabriel Buim estiveram, nesta segunda-feira (27), na sede da FGV, em São Paulo, onde receberam a premiação.

O prêmio está em sua 8ª edição - promovido desde 2015 - e leva em consideração o Ranking do Saneamento e os dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico (SNIS) para determinar os critérios dos vencedores. 

“Os investimentos em tecnologia são fundamentais para redução de perdas. Ter um centro de controle operacional que trabalha 24 horas por dia, monitorando as vazões e pressões do sistema de abastecimento de água. Nos últimos anos foram substituídos mais de 230 km de redes antigas. A média nacional de perda de água é superior a 40%, em Campo Grande está em 19%, sendo referência no país. Somente em saneamento já foram implementados mais 380 km. Temos mais de 93% do nosso município saneado, e quando priorizamos essa pauta de grande relevância, estamos também falando em saúde e, com isso, diminuindo a fila nas unidades de saúde”, pontuou a prefeita Adriane. 
 
Para este ano, foram estabelecidas quatro categorias: Atingimento das Metas do Novo Marco Legal do Saneamento Básico; Melhores Evoluções em Tratamento de Esgoto; Atingimento das Metas de Perdas de Água; e Maiores Investimentos por Habitante, sendo Campo Grande destaque em uma delas. 

A capital cumpriu simultaneamente as metas estabelecidas pela Portaria 490/2021 do Ministério do Desenvolvimento Regional, que é destinar 25% em perdas na distribuição e 216 L/dia em perdas volumétricas, e tiveram os menores níveis de perdas. 
Os municípios premiados pelas boas práticas em saneamento estão distribuídos entre as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul. 

“Importante frisar que esses investimentos em perdas trazem mais disponibilidade de água para Campo Grande. Estamos com um planejamento estratégico para que em 2024, mesmo com as adversidades climáticas, tenhamos água em abundância”, finalizou o diretor-executivo da concessionária de água do município.

Saneamento de Campo Grande 

A Capital mantém uma alta eficiência no abastecimento de água e um bom desempenho na coleta e tratamento de esgoto, embora ainda precise de melhorias para alcançar a universalização completa desses serviços.

Os investimentos contínuos têm refletido em melhorias significativas nos indicadores de saneamento, contribuindo para a melhor qualidade de vida dos seus habitantes.

Segundo dados da Águas Guariroba, são atendidos 902.368,74 habitantes. O município possui 4.470 (km) Extensão da rede de água; 330.538 Ligações ativas de Água ; 2 Captações Superficiais ; 149 Poços Tubulares e 107 Reservatórios.

Perdas na Distribuição 

Índice de Perdas na Distribuição (IPD): 19,80%
Classificação: Campo Grande está entre as poucas capitais brasileiras com índices de perdas na distribuição inferiores a 25%, considerados um patamar de excelência.

 Abastecimento de Água 

Indicador de Atendimento Total de Água (ITA): 99,98%
Classificação: Campo Grande mantém-se próxima da universalização do abastecimento de água, com uma leve variação de -0,02 pontos percentuais

Coleta de Esgoto 

Indicador de Atendimento Total de Esgoto (ITE): 86,24%
Classificação: Entre as 20 melhores capitais no indicador, embora abaixo dos 90%.

Tratamento de Esgoto

Indicador de Tratamento Total de Esgoto (ITR): 66,10%
Evolução: Crescimento de 4,36 pontos percentuais, demonstrando melhorias contínuas.

Campo Grande já foi premiada em 2022 pela Trata Brasil. Na época a premiação se referiu à categoria “Municípios do Ranking do Trata Brasil com exemplos positivos na evolução dos indicadores de perdas de água nos últimos 10 anos” 

Na ocasião, os estudos do instituto apontaram que a Capital desperdiçou apenas 19 de cada 100 litros de água, representando um avanço comparado com 2021.

A parceria com a Águas Guariroba também tem contribuído com os indicadores na redução de perdas, trazendo para Campo Grande o reconhecimento por ser uma das 30 cidades no país com a melhor qualidade de água, além de ser uma das 5 cidades com o melhor atendimento na distribuição de água.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO