Menu
quinta, 04 de março de 2021
Política

Chocolate não quer deixar PP

Expulsão

22 outubro 2013 - 12h52Por Juliene Katayama

O vereador Chocolate (PP) afirmou nesta manhã que não quer deixar o PP. "Por mim eu não mudaria de partido", disse. Ele recebeu ontem a notificação sobre sua expulsão do partido. O vereador terá 15 dias para apresentar sua defesa. 

Chocolate foi expulso depois de votar contra o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), para a abertura da Comissão Processante. A atitude do vereador foi considerado infidelidade partidária. "Meus advogados já disseram que meu voto não se enquadra em infidelidade", afirmou.

Para o vereador, embora a legislação esteja a seu favor, há outros fatores que podem interferir na decisão sobre sua expulsão. "Não é infidelidade, mas depende da decisão de outros", ressaltou.

Chocolate tem 15 dias para apresentar sua defesa e o diretório municipal irá decidir sobre sua expulsão. No entanto, o presidente municipal do PP, vereador Cazuza, jogou a responsabilidade para o diretório estadual, presidida por Bernal. "Tá um empurrando para o outro", pontuou Chocolate.