TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

Ciro vence eleição em Paris com 31,11%; Haddad fica em segundo lugar

Dos pouco mais de 11 mil inscritos (que transferiram seus títulos de eleitor para França), 4677 foram às urnas neste domingo

07 outubro 2018 - 14h53Por RFI Brasil

Segundos os dados disponibilizados pelo Consulado Geral de Paris, que serão enviados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ciro Gomes venceu a eleição na capital francesa com 31,11%; Fernando Haddad ficou com 25,8% e Jair Bolsonaro teve 25,1% dos votos em Paris nestas eleições 2018.

Os eleitores brasileiros residentes na França já terminaram de votar e a contagem dos votos foi divulgada. O candidato do PDT, Ciro Gomes chegou em primeiro lugar na capital francesa, com 31,11% dos votos. Fernando Haddad, do PT, conquistou 25,8% dos votos. Já o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, conseguiu apenas 25,1%.  

A fila em frente ao espaço alugado pelo Consulado Brasileiro de Paris só terminou às 17h (hora local) quando as portas foram fechadas. Dos pouco mais de 11 mil inscritos (que transferiram seus títulos de eleitor para França), 4677 foram às urnas neste domingo. Um aumento de 33%, quando comparado com a participação de 2014 (por volta de 3500 votos, segundo a Consul).

A votação em Paris transcorreu sem incidentes, com 16 seções eleitorais no Espace Clery, um centro de eventos alugado pelo Consulado Brasileiro no 2° distrito da capital francesa. “Tudo ficou dentro da normalidade e correu de maneira fluida”, afirmou o vice-cônsul Nancy Niemeyer, que ainda contou que apesar da espera na fila chegar a uma hora, ninguém reclamou. “Todos viram que todos nós, funcionários do consulado, estávamos empenhados para evitar qualquer tipo de problema”, concluiu.

Mas o profissional de computação gráfica Fernando Coelho, que veio da cidade de Tours para votar nesta tarde teve uma desagradável surpresa. Apesar de ter feito todo o trâmite para transferir seu título de São Paulo para Paris, a mudança não foi efetuada. “Percebi que meu e-título continuava mostrando que minha seção estava em São Paulo. Trouxe o protocolo do meu pedido e me informaram que os documentos podem ter se perdido quando foram enviados ao Brasil. Agora terei que justificar minha ausência, sendo que vim de Tours só para votar. Estou muito decepcionado”, afirmou o paulista.

Apesar de o movimento ter sido alto desde o começo da manhã, a abstenção foi considerada grande neste domingo, já que 57% dos eleitores inscritos não apareceram para votar.