TCE SETEMBRO
Menu
terça, 28 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Política

Dia da Mulher: projeto amplia licença-maternidade para mães de crianças deficientes

Deputada de MS luta também pelo dia nacional de combate ao feminicídio

08 março 2019 - 17h00Por Nathalia Pelzl

Presença forte e de representatividade no cenário político feminino em Mato Grosso do Sul e campeã de votos em 2018, a deputada federal Rose Modesto (PSDB) enviou um Projeto de Lei visando a ampliação da licença-maternidade para mães de crianças deficientes.

A deputada reforça que é necessária a proteção à maternidade, sendo fundamental para o desenvolvimento da criança nos primeiros meses. O período de afastamento, segundo a proposta, seria de ampliar em 60 dias no caso de nascimento ou adoção de pessoa com deficiência.

Na justificativa, Rose destaca que, caso aprovadas, as alterações seriam nos artigos da consolidação das leis de trabalho e sobre os planos de benefícios da previdência Social.

“Valoriza-se a família e o cuidado das pessoas com deficiência”, finaliza Rose.

Rose Modesto (em amarelo) durante evento de inclusão - Foto: Luiz Maique/Arquivo

Proposta Feminicídio

Outro Projeto de Lei enviado pela deputada propõe a instituição do dia nacional de combate ao feminicídio, no dia 25 de novembro, mesma data internacionalmente instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher.

“É preciso também aumentar a rede de proteção à mulher e mudar a cultura do agressor. Mas é certo que, sem a mudança na educação da população em geral, e o fim de uma cultura que trata a mulher como coisa de propriedade de seu marido ou companheiro, essa situação jamais será resolvida”, pontuou.

A ideia é propor debates, campanhas e seminários com a intenção de conscientizar a população.