TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

Em negociação para entrar no PL, Bolsonaro quer Janaína Paschoal para o Senado

Uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), ela é a deputada mais votada na história do país

24 novembro 2021 - 07h58Por Rayani Santa Cruz

Durante as negociações com Valdemar Costa Neto para se filiar ao PL, o presidente Jair Bolsonaro deixou claro o tempo todo que o palanque de São Paulo era a sua prioridade. Mas não apenas a vaga do governo do estado: também está na mira de Bolsonaro o apoio de nomes para o Senado.

Segundo o blog da Andréia Sadi, o pacote dos sonhos de Bolsonaro nas conversas com o PL inclui, além do ministro Tarcísio Freitas para o Palácio dos Bandeirantes, a candidatura ao Senado da deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP).

A ideia, claro, é que o “pacote” seja pelo PL.

Janaína não descarta apoio a Bolsonaro, mas disse que não está nos seus planos se filiar ao PL. Ela afirmou que já recebeu convite de todos os partidos, mas procura um que “lhe dê liberdade”.

Janaína foi cotada em 2018 para ser a vice de Bolsonaro, mas, diante de incompatibilidades, a aliança não foi para frente. Desde então, ela oscila entre críticas e elogios ao presidente Bolsonaro.

Perguntada pelo blog se ela apoiará Bolsonaro em 2022, ela disse: “não tenho nada definido, ele sabe que sou independente. Agora, segundo turno é outra história, jamais apoiaria a esquerda”.

Janaína Paschoal foi uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Ela é a deputada mais votada na história do país.

Candidata do PSL, ela obteve em 2018 mais de 2 milhões de votos na disputa para o legislativo estadual. O número superou Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), atual recordista para a vaga na Câmara dos Deputados.