TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Política

Justiça decreta transferência de Adélio a presídio

A escolha da penitenciária ficará a cargo do Ministério da Justiça

07 setembro 2018 - 16h44Por Globo

A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante de AdelioBispodeOliveira, que deu uma facadaem JairBolsonaro, candidato do PSL à Presidência. Também foi determinada a transferência dele para um presídio federal. A escolha da penitenciária ficará a cargo do Ministério da Justiça. Bolsonaro foi transferido na manhã desta sexta-feira para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. Segundo boletins médicos, o estado de saúde do candidato é estável.

Adélio foi autuado em flagrante pela Polícia Federal com base na Lei de Segurança Nacional. De acordo com informações da PF, ele foi preso por "praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por inconformismo político ou para obtenção de fundos destinados à manutenção de organizações políticas clandestinas ou subversivas", crime previsto no artigo 20 da legislação. A pena prevista para o delito é de três a dez anos de prisão, mas pode aumentar o dobro se resultar em lesão corporal grave ou o tripo, se resultar em morte.

Adélio passará por audiência de custódia na tarde desta sexta-feira, na Justiça Federal de Juiz de Fora. O juiz responsável pelo caso poderá manter a autuação feita pela PF ou ter novo entendimento e autuá-lo por um outro crime. Preso, ele confessou a policiais que havia atacado o político por motivos pessoais, "a mando de Deus". As redes sociais do acusado mostram ataques a Bolsonaro e outros políticos.