Menu
segunda, 06 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Política

Com 91 concorrentes a menos, 344 candidatos disputam vaga na Assembleia Legislativa de MS

Deputados e vereadores disputam uma das 24 vagas junto com os demais candidatos

16 agosto 2018 - 11h35Por Rodson Willyams

A Justiça Eleitoral registrou 344 candidaturas para deputados estaduais em Mato Grosso do Sul. Em comparação com a eleição de 2014, foram registrados 91 candidatos a menos no pleito de 2018, na época, o número era de 435 candidatos.

Dos 24 deputados estaduais que possuem mandatos, 19 tentam a reeleição sendo: Enelvo Felini (PSDB), Amarildo Cruz (PT), Barbosinha (DEM), Paulo Siufi (MDB), Eduardo Rocha (MDB), Felipe Orro (PSDB), João Grandão (PT), Cabo Almi (PT), Herculano Borges (SD), Lídio Lopes (Patri), Mara Caseiro (PSDB), Marcio Fernandes (MDB), Maurício Picareli (PSDB), Onevan de Matos (PSDB), Paulo Corrêa (PSDB), Pedro Kemp (PT), Zé Teixeira (DEM), Renato Câmara (MDB), Rinaldo Modesto (PSDB).

Quanto aos vereadores de Campo Grande, 10 tentam subir de cargo deixando a Câmara Municipal para migrarem para a Assembleia Legislativa como é o caso de Vinicius Siqueira (DEM), Junior Longo (PSB), Lucas de Lima (SD), Jeremias Flores (Avante), Fritz (PSD), André Salineiro (PSDB), Wellington de Oliveira (PSDB), Dr. Loester Nunes (MDB), Betinho (PRB), Chiquinho Telles (PSD). Há ainda o presidente da Câmara Municipal de Corumbá, Evander Vendramini (PP).

Outros partidos apostam em outros candidatos conhecidos como é caso do: empresário Antonio João (PTC); do ex-diretor do Detran/MS, Gerson Claro (PP); ex-deputado federal Antônio Carlos Biffi (PDT); presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar de MS, Coronel Alírio Vilassanti (PHS); ex-secretário de Saúde de Campo Grande, Ivandro Fonseca (PP); Jamilson Name (PDT); ex-deputado estadual Londres Machado (PSD); ex-deputado estadual Marçal Filho (PSDB); ex-prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (MDB); Rosana Santos (PSOL); jornalista Silvio Mori (PHS); integrante da família Trad, Tetê Trad (PTB) e Dione Hashioka (PSDB).