Solurbe - corrida do meio ambiente 18/04 a 08/05
(67) 99826-0686
Prestação de contas 17/04 a 26/04/2019

Na Capital, candidatos se dividem para acompanhar apuração de votos em casa e comitês

Alguns dos partidos já avaliam caminhos a serem seguidos em eventual 2º turno

2 OUT 2016
Diana Christie e Vinícius Squinelo
15h59min
Foto: Geovanni Gomes/Anna Gomes

Na reta final das eleições, os candidatos à prefeitura de Campo Grande se dividem entre o carinho da família e o apoio de amigos, aliados, assessores e cabos eleitorais. Líderes nas pesquisas divulgadas durante a semana, Marquinhos Trad (PSD), Rose Modesto (PSDB) e Alcides Bernal se desdobram para passar em vários lugares.

O deputado estadual Marquinhos Trad assiste a apuração da casa da mãe, Therezinha Mandetta Trad, em seguida vai até o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), onde os resultados são projetados em um telão, e finaliza a agenda no comitê, localizado na Avenida Afonso Pena, logo após o shopping Campo Grande.

Candidata tucana, a vice-governadora Rose Modesto deve acompanhar o início da checagem de votos em casa e depois seguir para o comitê central da campanha, na Avenida Barão do Rio Branco, esquina com a Rua José Antônio. Já o prefeito Alcides Bernal (PP) acompanha todo o processo do comitê, na Avenida Antônio Maria Coelho, esquina com a Arthur Jorge.

Adaton Garcia (PRTB) aguarda os resultados na sede do partido, na Rua 13 de Junho, no bairro Monte Castelo. “Assim que terminar toda a apuração, a Executiva Nacional fará a leitura do quadro nos 27 estados e, a partir dessa leitura, o doutor (Levy) Fidelix vai falar e seremos orientados de como agir nos estados que derem segundo turno, ver onde foi que nos elegemos, como foi, tudo por vídeo conferência”.

O candidato ressalta que, acompanhando as pesquisas, as chances de ir para o segundo turno são mínimas, mas ele deverá seguir as orientações do partido caso se confirmem as previsões de um novo pleito. “Apesar disso, com um segundo de tempo de televisão, eu faço a leitura de que os votos que consegui são resultado do trabalho diário, são muito importantes”, completa Garcia.

Marcos Alex (PT), Coronel Davi (PSC), Lauro Davi (PROS) e Athayde Nery (PPS) ficam em casa durante a apuração dos resultados. Os demais candidatos não responderam até o fechamento desta reportagem.

Pesquisas

A previsão de segundo turno na escolha do novo comando da prefeitura em Campo Grande apareceu em mais uma pesquisa na manhã de hoje (2), desta vez contratada pelo jornal Correio do Estado, realizada pelo Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda.). No método do levantamento, que considerou apenas os votos válidos, Marquinhos Trad ficou na frente, como a opção de 41,36% dos entrevistados, enquanto Rose Modesto foi o nome apontado por 31,12% deles.

Em terceiro lugar, aparece o prefeito Alcides Bernal, com 17,86% dos votos válidos. Em seguida, está Coronel David, com 2,77%. Na sequência, aparecem Marcelo Bluma (PV), com 1,67%; Marcos Alex, com 1,31%; e Rosana Santos (PSOL) com 0,93%.

Ficaram abaixo de 1% Suél Ferranti (PSTU), com 0,73%; Lauro Davi (, com 0,57%; e Arce (PCO), com 0,56%; Pedrossian Filho (PMB), com 0,56%; Aroldo Figueiró (PTN), com 0,40%; e Adalton, com 0,18%. Os candidatos Athayde Nery (PPS) e Elizeu Amarilha (PSDC) não tiveram pontuação na pesquisa do Ipems.

A pesquisa ouviu 600 eleitores entre os dias 28 e 30 de setembro, nas sete regiões de Campo Grande. A margem de erro é de quatro pontos porcentuais para mais ou para menos sobre o resultado apontado, com grau de confiança de 95%. O levantamento foi registrado no TRE/MS (Tribunal Regional de Justiça) com o número 02809/2016.

 

* Matéria alterada às 16h49 para acréscimo de informações

Veja também