Menu
segunda, 20 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Política

"No que depender de mim, haverá Copa América no Brasil", afirma Bolsonaro

O país foi escolhido pela Conmebol como a nova sede do torneio de futebol entre as seleções da América do Sul

01 junho 2021 - 12h07Por Nathalia Pelzl

O presidente Jair Bolsonaro disse ser a favor da realização da Copa América no Brasil. 

"Copa América. Fui instado ontem pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), conversei com todos os ministros interessados e, da nossa parte, positivo. No que depender de mim, de todos os ministros, inclusive o da Saúde (Marcelo Queiroga), está acertado. Haverá", afirmou Bolsonaro, em conversa com apoiadores nesta manhã (1º).

O país foi escolhido pela Conmebol como a nova sede do torneio de futebol entre as seleções da América do Sul. 

Conforme o presidente, se o Brasil tem recebido partidas de outras competições organizadas pela Conmebol, como a Libertadores, a Sul-Americana e as Eliminatórias para a Copa do Mundo, pode muito bem ser o anfitrião da Copa América, desde que adote os mesmos protocolos sanitários dos outros torneios.

"Não está havendo jogos da Libertadores? Não está havendo da Sul-Americana? Também não começa, na sexta-feira (4), a Eliminatória da Copa do Mundo? Ninguém fala nada, não tem problema nenhum. Por que quando se fala em Copa América querem questionar que causa aglomeração, ajuda a espalhar o vírus etc?", questionou o presidente.

"Os estádios já estão aí. O Brasil foi sondado pela CBF e eu dei sinal verde, no que depender do governo federal. É como se fosse uma Libertadores. Não estamos tendo jogos da Libertadores agora? O Flamengo jogou, o Palmeiras. Esses times todos que foram classificados estão jogando. Não justifica isso daí", salientou.

Além disso, Bolsonaro reclamou das críticas de parte da imprensa à realização do torneio no Brasil. 

"O que está havendo aqui? É um movimento da Globo contrário porque o direito de transmissão é do SBT. É a pressão dessa imprensa chamada Globo aí, nada mais além disso. Alguém aqui é contra (a Copa América)? Então, vou acabar com a Libertadores", ponderou.