SEBRAE MAIO 2023 2

sábado, 25 de maio de 2024

Busca

sábado, 25 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Eleições 2018

15/08/2017 07:00

Partidos articulam 'acordão' entre Azambuja, Zeca e Puccinelli

Aliança seria 'acordo dos sonhos' da política do Estado, mas de difícil articulação

Os dirigentes partidários estudam um acordo entre as principais lideranças do PSDB, PT e PMDB, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), e os ex-governadores Zeca do PT e André Puccinelli (PMDB). O objetivo seria fortalecer a candidatura à reeleição de Azambuja.  

Conforme fontes escutadas pelo TopMídiaNews, as articulações, ainda em caráter inicial, têm acontecido de forma informal entre articuladores de Azambuja, Zeca e Puccinelli. O objetivo é um acordo para que os dois ex-governadores não saiam candidatos pelo PMDB, nem pelo PT, para que não corra a divisão de votos.

Um experiente articulador político ouvido pelo jornal, sob condição de anonimato, afirmou que a união dos três nomes em uma aliança é um sonho antigo dos partidos. “Mas é difícil. São visões diferentes. Ideologias partidárias conflitantes. Mas também existe muita mágoa entre os três. Um acusa o outro. Mas é a aliança ideal”, disse.

Dirigentes do PSDB cogitam oferecer cargos e secretarias em troca de que o PMDB não lance a candidatura de Puccinelli ao governo, apoiando um nome menos forte e menos conhecido do eleitorado sul-mato-grossense. Apesar da Operação Lama Asfáltica, o episódio da tornozeleira eletrônica e da delação premiada da JBS, Puccinelli encomendou pesquisas qualitativas e qualitativas e amigos que o visitaram recentemente afirmaram que está animado para disputar as eleições em 2018. Paralelo a isso, o PSDB dialoga junto com o presidente do PMDB e presidente da Assembleia, Junior Mochi, a aliança do partido desde que Mochi seja candidato a vice-governador.

O PT tenta emplacar uma aliança com o PDT, com o objetivo de lançar a candidatura de Zeca do PT ao senado. Entretanto, o PDT que tem como pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) e a intenção de lançar o juiz federal Odilon de Oliveira como candidato ao governo do Estado, já descarta a aliança com o PT em Mato Grosso do Sul. Com isso, é natural o dialogo de Zeca do PT, que também é o presidente estadual do PT, com Puccinelli e Azambuja de forma de viabilizar sua candidatura ao Senado.

Além das candidaturas bem cotadas de Puccinelli e Zeca, o PSDB analisa o risco das candidaturas de nomes que representam a nova política como o do Juiz Odilon, do presidente da Cassems, Ricardo Ayache (PSB) e do prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa (PR).  

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO