(67) 99826-0686

Portal da Transparência será investigado pelo MP/MS

Em xeque

14 JAN 2014
Lucas Arruda
11h28min
Foto: Reprodução/Internet

Uma nota foi publicada no Diário Oficial do MP/MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) onde informa que o órgão irá apurar irregularidades no Portal da Transparência do Estado de Mato Grosso de Sul e também no site institucional do município de Campo Grande, além de improbidade administrativa em órgãos da Prefeitura. O inquérito foi instaurado pelo promotor Fabrício Proença de Azambuja.

A apuração teve início no dia 23 de junho do ano passado e, no caso do site do município, o prazo para o procedimento preparatório para apurar eventuais irregularidades foi prorrogado por 90 dias.

Também serão apuradas irregularidades na ocupação de cargos de procurados municipal na Procuradoria-Geral do Município de Campo Grande, atos de improbidade administrativa por servidores no Tribunal de Contas do Estado, irregularidades ocorridas no CRS Coophavila (Centro Regional de Saúde), sobre um suposto esquema de desvio de verba pública, entre outras irregularidades.

Além da gestão atual, o promotor substituto Pedro Oliveira Magalhães abriu inquérito para apurar eventual ato de improbidade administrativa praticado pelo ex-prefeito Nelsinho Trad.

Segundo a investigação, Nelsinho teria utilizado o Fundo Social para quitação de débitos devidos pela Associação Beneficente - Santa Casa de Campo Grande à Águas Guariroba.

Veja também