(67) 99826-0686
Festival inverno 18/07 a 19/07

Presidente do STF garante que liminar sobre dinheiro da repatriação aos estados sai dia 10

Vice-governadora Rose Modesto esteve no encontro com a ministra Carmem Lúcia

8 NOV 2016
Thiago de Souza
19h23min
Vice-governadora diz que dinheiro será investido em saúde Foto: Agência Brasil

A vice-governadora de Mato Grosso do Sul, Rose Modesto (PSDB) ouviu da presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Carmem Lúcia, um compromisso de que, até o dia 10 deste mês, haverá decisão sobre liminar que garante aos estados brasileiros o repasse de 50%, e não apenas 25% dos valores arrecadados com a Lei da Repatriação.

"Até quinta, esperamos ter decisão sobre o assunto. Pedimos mais 25% além dos 25% que já seria repassado via Fundo de Participação dos Estados. Entendemos que essa fatia a mais é relativa às multas pagas, montante que os estados também têm direito", justificou Rose, que representou na ocasião o governador Reinaldo Azambuja.

Segundo Rose Modesto, esse dinheiro, que no total  pode chegar a R$ 170 bilhões para a União, vai ajudar os estados brasileiros que passam por uma crise a amenizar as dificuldades, e devem ser aplicados em setores como saúde e educação. O dinheiro não tem vinculação prévia e chegará às unidades federativas via Fundo de Participação dos Estados.  

A Lei já regulamenta qual fatia cada estado vai receber deste montante: é inversamente proporcional, ou seja, quanto mais rico o Estado, menos ele receberá do bolo e a conta é feita com base em dados do IBGE sobre população e PIB.

Também estiveram no encontro com a ministra Carmem Lúcia, 20 governadores de estados que entraram em grupo com Ação Cível Originária (28 de outubro). Outras unidades da federação também haviam entrado com ação de forma individual. 

 

 

Veja também