A+ A-

domingo, 21 de abril de 2024

domingo, 21 de abril de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

Política

30/08/2018 12:33

A+ A-

PSOL cobra tratamento igualitário em principal emissora de MS

João Alfredo lembrou que colocou o seu nome à disposição para ser uma nova opção nesta eleição

O candidato ao Governo do Estado, João Alfredo, do PSOL, emitiu nota à imprensa sobre posicionamento adotado pela principal emissora de televisão, TV Morena, afiliada da Rede Globo, quanto a cobertura das eleições de Mato Grosso do Sul.

A ausência do candidato na cobertura causou indignação do PSOL no Estado. "Tenho pleno conhecimento que os canais de televisão não são obrigados a dar espaços idênticos a todos os candidatos", diz João Alfredo, em nota.

Porém, contesta: "ora, se o próprio IBOPE, divulgado por esta emissora, nos deu 2%, porque 'criar', agora, critérios de 'desempate', até porque, se levarmos em conta a rejeição, não somos o 'último'". E emenda reforçando a recomendação da Ouvidoria do TRE/MS a respeito do assunto: "[traz] prejuízo ao nosso Partido e à nossa candidatura".

João Alfredo ainda lembrou que colocou o seu nome à disposição para ser uma nova opção nesta eleição para população. "Nosso nome não é conhecido. Somos uma opção a mais ao Eleitor de nosso Estado e a adoção de 'novos critérios' distorce as conversações iniciais".

E reforça: "a grande festa da democracia (eleição) carece de novos nomes e o papel da imprensa é de colaborar com o Eleitor, levando a ele outros nomes além daqueles já conhecidos, independente de não ter sido citado perante a pesquisa do Ibope".

Alfredo ainda afirma que os partidos tidos como “nanicos” são preteridos pela grande imprensa local. "A não citação de nosso nome se dá, justamente, porque para a grande imprensa, existem tão somente 3 candidatos:  X, Y e Z. As demais emissoras (TV) tem nos dado o mesmo tratamento, diferente desses 'critérios' que surgiram pós-conversação inicial".

O candidato finaliza, pedindo uma reconsideração da emissora. "Não é crível que esta emissora, tanto combatida em redes sociais, vá 'privilegiar' os grandes Partidos, que já gozam de 80% do horário eleitoral 'gratuito'.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
GOVERNO MS DENGUE ABRIL 2024