TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Política

Sem surpresas, MS tem 3 votos contra impeachment e 5 favoráveis

17 abril 2016 - 17h47Por Vinícius Squinelo

Os deputados federais de Mato Grosso do Sul já apresentaram os votos abertos sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), em votação que ocorre na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). Sem surpresas, MS apresentou três votos contrários ao prosseguimento da ação ao Senado, e cinco se colocaram favoráveis.


Os dois parlamentares federais petistas, Vander Loubet e Zeca do PT, votaram a favor da correligionária, e contra a saída de Dilma. Mesmo opinião de Dagoberto Nogueira, deputado federal do PDT.


Pelo PSB, Tereza Cristina apresentou voto a favor do impeachment. Representando os Democratas, Luiz Henrique Mandetta teve o mesmo seguimento.


No PMDB, Carlos Marun, grande opositor do governo federal em MS, também se disse à favor do impeachment.


Após retornar ao ninho tucano na janela partidária, Geraldo Resende, e Elizeu Dionizio, também do PSDB, se colocaram contra a presidente petista e votaram pelo prosseguimento do impeachment.


Mato Grosso do Sul foi o sétimo Estado a votar no processo, seguindo rito estabelecido por Eduardo Cunha. Ao fim da votação dos oito deputados federais de MS, o placar apontava 88 a favor do impeachment, e 31 contra.


Caso o processo seja aprovado por maioria absoluta na Câmara (342 votos), segue para o Senado Federal. Caso os senadores, por maioria simples (41 votos) optem por acatar o processo, Dilma é afastada imediatamente por 180 dias, e será julgada no próprio Senado.


Veja os votos:


Dagoberto: Não


Elizeu: Sim


Geraldo: Sim


Mandetta: Sim


Marun: Sim


Tereza: Sim


Vander: Não


Zeca: Não