Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Política

Servidor que acessou dados de Bolsonaro diz que tudo não passou de uma brincadeira

“Ele relatou que foi um acesso involuntário, sem maldade, sem quebra de sigilo, sem nada de transferir informações”, disse o advogado do servidor

06 abril 2019 - 16h02Por Da redação/O Antagonista

Odilon Ayub Alves, um dos funcionários da Receita Federal que acessaram ilegalmente os dados fiscais de Jair Bolsonaro, prestou depoimento à Polícia Federal e afirmou que tudo não passou de uma brincadeira, relata O Globo.

Ele também negou que tenha cometido vazamento de informação e disse que não houve quebra de sigilo fiscal. Uma de suas alegações é que ele fez campanha para Bolsonaro nas eleições.

“Ele relatou que foi um acesso involuntário, sem maldade, sem quebra de sigilo, sem nada de transferir informações. Foi uma besteira, sem maldade, sem medir as consequências da atitude”, disse o advogado de Odilon ao jornal carioca.

Leia Também

Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
Interior
Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
De 36 detentos, só dois foram recapturados após fuga em massa por causa da covid no PR
Geral
De 36 detentos, só dois foram recapturados após fuga em massa por causa da covid no PR
Com 836 óbitos no dia, total de brasileiros mortos na pandemia chega a 138 mil
Geral
Com 836 óbitos no dia, total de brasileiros mortos na pandemia chega a 138 mil
Quadro em branco: aula na rede municipal só online e retorno presencial segue indefinido
Cidade Morena
Quadro em branco: aula na rede municipal só online e retorno presencial segue indefinido