Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Política

Só Onevan de Matos rejeita eleição de Paulo Corrêa

Por outro lado, deputado foi eleito presidente da Assembleia com 23 dos 24 votos disponíveis

01 fevereiro 2019 - 15h44Por Celso Bejarano

Paulo Corrêa, deputado estadual pelo PSDB, eleito na manhã desta sexta-feira (1) presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, assume a 11ª legislatura em circunstância, especial.

Dos 24 parlamentares da Casa, somente um não votou nele: Onevan de Matos, também da sigla tucana, que tentou disputar a presidência, mas foi fritado pelos próprios correligionários.

Conforme reportagem do TopMidiaNews, assim que o governador Reinaldo Azambuja, também PSDB, foi reeleito, Paulo Corrêa foi esperá-lo no comitê de campanha dos tucanos, onde centenas de seguidores aguardavam o reeleito.

Ali notou-se o interesse de Corrêa na presidência da AL-MS e, desde então, ele conquistou a inclinação de Azambuja por sua candidatura.

Logo depois de virar o presidente da AL-MS até dezembro de 2020, Corrêa fez um longo discurso que comprova a afinidade do deputado que assumiu o sétimo mandato com o governador.

“Estaremos, o governador e eu, empenhados em avançar nessas conquistas, e em estreitar permanentemente as relações institucionais entre o Legislativo e o Executivo, sempre nos limites da autonomia de cada um dos poderes”, diz trecho do discurso de Paulo Corrêa.

A partir da semana que vem Paulo Corrêa tem dura tarefa: a de agradar partidos de olho nas comissões da Assembleia, principalmente a de Constituição e Justiça.

 

 

 

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar