tce janeiro
CNH - MOTO
Menu
sexta, 28 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Vereadores reconhecem que escândalos políticos dificultam eleições em 2016

01 dezembro 2015 - 07h00Por Dany Nascimento

Com a repercussão do caso do ex-vereador Alceu Bueno em mídia nacional, além de mais uma série de escândalos municipais, os vereadores de Campo Grande já se preocupam e reconhecem que terão dificuldades nas eleições de 2016. Para eles, o pleito promete 'exigir um pouco mais dos candidatos', já que os eleitores estão 'assustados' com tantas denúncias nos últimos tempos.

O caso de Alceu é apenas um dos escândalos envolvendo políticos de Mato Grosso do Sul, que já foi mídia nacional com a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT), e com o prefeito afastado Gilmar Olarte (PP por liminar),  investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ainda podemos lembrar do tapa-buraco fantasma.

Diante de tantos escândalos, aqueles que desejam se manter na política prometem reconquistar a confiança dos eleitores e garantem que não é apenas no mundo político que existem pessoas sem caráter.

"É isso que a população tem que estar atenta, em todas as profissões existem pessoas boas e ruins, não é apenas na política", diz o vereador Chiquinho Telles, do PSD.

De acordo com Chiquinho, as redes sociais  podem ser a saída de muitos parlamentares. "Eu acredito que a rede social hoje é o melhor caminho para chegar até o eleitor, as pessoas tem acesso ao nosos trabalho e a tudo sobre nossa vida parlamentar, isso ajuda e muito a mostrar a verdade sobre cada um".

Assim como Telles, o vereador Carlão (PSB) lamenta que a política de Mato Grosso do Sul esteja sendo repercutida de forma negativa em mídia nacional e ressalta que isso dificulta ainda mais na hora de conquistar o voto do eleitor. "Este fato é triste para todos os campo-grandenses, político ou não, quadrilha de exploração de menores é repudiante. A política de vereador a presidente sempre foi difícil, mas com isso, piorou ainda mais. Mas acredito que quem tem trabalho e grupo de amigos sairá na frente".

Já o petista Marcos Alex afirma que a política não pode se basear apenas em escândalos e sim em trabalhos desenvolvidos. "Eu faço política para melhorar, não podemos pensar apenas nestes fatos, o Alceu foi punido, ele perdeu o mandato dele, queremos sim mostrar o nosso trabalho parlamentar e fazer nossa agenda funcionar para o bem da Capital. Lamentamos o fato, mas temos que seguir trabalhando, não podemos parar".