(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

VÍDEO: caminhões afundam em rodovia que é armadilha há anos em MS

Condutores e fazendeiros reclamam sempre terem de utilizar equipamentos próprios para retirar veículos

19 MAI 2019
Amanda Amaral
18h10min
Foto: Repórter Top

Em época de chuva, veículos atolam; em época de estiagem, buracos impedem trânsito. A rodovia MS-258 continua a ser uma das grandes reclamações de quem depende dela diariamente e, em especial, para escoar a produção de lavoura em Mato Grosso do Sul.

Um vídeo registrado em dia chuvoso de maio mostra caminhão atolado em um trecho da via que liga os distritos de Capão Seco e Anhanduí. “Olha o que o produtor rural tem que fazer, puxar caminhão dos outros com caminhão da gente, porque o governo não dá estrada”, reclama a pessoa que realiza a filmagem.

As imagens foram encaminhadas ao TopMídiaNews por leitor que prefere não se identificar, mas que ressalta a frequência desanimadora dos problemas na rodovia. “Ali é um caos, tanto que foi autorizada a obra nesses 20 e poucos quilômetros, mas até agora nada. A gente vê as reclamações do pessoal que precisa passar com veículo pesado em período de colheita, há anos, e a estrada continua estragada”, lamenta.

Nesta quinta-feira (16), o vice-governador Murilo Zauith (DEM) afirmou que a Seinfra (Secretaria Estadual de Infraestrutura) tem entre as prioridades a pavimentação asfáltica da MS-258, com custo de mais de R$ 25 milhões e que desde 2016 está incompleta. O trecho em questão tem 27 km, sendo 10 km ainda não finalizados.

Segundo a Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos), atualmente, dos 145 contratos em fase de execução, 16 se referem a obras de implantação e pavimentação de estradas, 34 são de obras para manutenção de estradas de cascalho e pontes de madeira e quatro contratos são de construção de pontes de concreto.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do governo estadual questionando se há prazo para a entrega da obra completa, mas não obteve resposta até a publicação da matéria.

Veja o vídeo:

Repórter Top

Você também pode enviar flagrantes, acidentes, denúncias, fotos, informações que podem virar notícia no nosso site, mandando via WhatsApp pelo número (67) 99826-0686.

Veja também