TJMS ABRIL 2024
A+ A-

segunda, 15 de abril de 2024

segunda, 15 de abril de 2024

Entre em nosso grupo

2

Campo Grande

há 2 semanas

A+ A-

Após grave acidente, Lucas busca ajuda para realizar cirurgia reparadora no pé (vídeo)

Com o acidente ele fraturou o fêmur em três partes e sofreu uma grave lesão no pé; família luta para conseguir realizar cirurgia de reparação

O pequeno Lucas Morais, de 11 anos, sofreu um grave acidente de trânsito que o fez perder parte do pé. Após mais de um ano do acidente, muitas dores, lutas, cirurgias, idas e vindas do hospital, o menino está melhor, porém segue em recuperação. Agora a família luta para conseguir realizar uma cirurgia de reparação e, para isso, realiza uma vaquinha virtual.

Com o sonho em ser jogador de futebol, Lucas jogava em uma escolinha, mas no dia 11 de janeiro de 2023, ele sofreu um grave acidente de moto quando estava com o pai. Com o acidente ele fraturou o fêmur em três partes e sofreu uma grave lesão no pé, perdendo o calcanhar.

A mãe, Michelly Morais, explica que foram 40 dias de internação e oito procedimentos cirúrgicos. Na primeira semana, ele passou por 6 transfusões de sangue.

Lucas precisou usar fixador externo no fêmur por seis meses, recebendo alta do ortopedista no dia 11 de dezembro. No pé, precisou colocar um pino no calcâneo e enxerto de pele, porém, para poder pisar diretamente no chão, precisa de uma cirurgia reparadora de retalho.

No entanto, pelo SUS, a cirurgia não tem previsão para ser realizada e a fila é grande, mesmo com laudo médico descrevendo a necessidade da cirurgia quanto antes, afirma a mãe.

Enquanto aguarda, Lucas lida com as dores. "Dói só de pensar em encostar meu pé direto no chão. Meu calcanhar está ficando com várias escaras de pressão, meu pé está mudando o formato, o que irá interferir no meu crescimento", diz.

Além das dores físicas, o menino enfrente as dores psicológicas. Sem poder andar normalmente, Lucas não consegue brincar de correr com os amigos, não pode mais jogar bola e, principalmente, sente muita vergonha de mostrar o pé.

Para fazer cirurgia o mais rápido possível, a família busca realizar o procedimento por via particular. No entanto, o custo do tratamento é muito alto, alcançando o valor de R$ 80 mil reais.

"Mesmo que eu faça a reconstrução do pé, não sabemos se poderei praticar esporte e voltar a jogar bola, mas gostaria de pelo menos tentar e quanto antes eu fizer essa cirurgia, mais provável que eu consiga", explica o menino.

Na tentativa de arrecadar o valor, a família realiza uma vaquinha virtual para realizar o procedimento cirúrgico. A vaquinha pode ser acessada pelo link https://www.vakinha.com.br/4584139.

 

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias