Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Saúde

Aumenta casos de dengue e gastroenterite nos prontos-socorros de Campo Grande

Ao todo, 11.125 casos de dengue foram notificados e 2.805 confirmados

20 março 2019 - 15h56Por Redação

No início deste mês, a Prefeitura de Campo Grande decretou situação de emergência após surto da epidemia da dengue. Conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde Pública (SESAU), 11.125 casos de dengue foram notificados e 2.805 confirmados. 

Devido a essa estatística alarmante, a procura por atendimento médico com sinais de dengue aumentou consideravelmente nestes últimos meses tanto na rede pública, como na privada. No Pronto Atendimento da Unimed Campo Grande, por exemplo, foram registrados 198 novos casos de dengue somente neste mês. 

Como a Cooperativa preza por atendimento com qualidade, foi disponibilizado um médico exclusivo para monitorar os retornos de pacientes com confirmação de dengue no PA Adulto. 

Conforme a médica Infectologista e coordenadora médica do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) da Unimed Campo Grande, a população deve ficar alerta aos sintomas e sempre procurar o seu médico de referência. 

“Caso apresente febre, dor muscular, vômitos, náuseas, manchas, procure seu médico. Dengue é uma doença que causa desidratação, onde o tratamento é baseado na hidratação e analgésicos. Não esquecendo que a prevenção é o melhor remédio”, destacou. 

SURTO DE GASTROENTERITE 

Com o crescimento dos registros de dengue, desde o mês passado também houve aumento no índice de casos envolvendo a gastroenterite, uma irritação e inflamação do tubo digestivo, onde os sintomas mais comuns são a diarreia, dor abdominal, cólicas, náuseas e vômitos. 

Tendo em vista as epidemias, o tempo de espera nos Prontos Atendimentos poderá ser maior em consequência da realização de consultas e exames. A Unimed Campo Grande conta com a compreensão de todos.

Leia Também

Laudo diz que fígado de menino de 4 anos 'explodiu' após surra da madrasta
Geral
Laudo diz que fígado de menino de 4 anos 'explodiu' após surra da madrasta
Puccinelli 'nega fogo no parquinho' e diz que Twitter sugerindo candidatura foi hackeado
Política
Puccinelli 'nega fogo no parquinho' e diz que Twitter sugerindo candidatura foi hackeado
Ferida com tiro no nariz, menina de 7 anos está consciente na Emergência da Santa Casa
Cidade Morena
Ferida com tiro no nariz, menina de 7 anos está consciente na Emergência da Santa Casa
NA LATA: de surpresa, Puccinelli ameaça rasteira em Márcio Fernandes
Na Lata
NA LATA: de surpresa, Puccinelli ameaça rasteira em Márcio Fernandes