Menu
sexta, 18 de setembro de 2020
Saúde

Corpo de sargento do Exército chega a Anastácio na madrugada para velório

Arnaldo Oruê e esposa, pais de Rerison, saíram do Rio Grande do Sul às 15h50 em um avião do Exército

13 fevereiro 2019 - 12h10Por Da redação / O Pantaneiro

O corpo do sargento do Exército Rerison Oliveira Oruê chegou à Anastácio na madrugada desta quarta-feira (13), conforme previsão da família. Ele morreu nesta segunda-feira (11), após complicações de uma cirurgia nas amígdalas, em Alegrete - RS.

Arnaldo Oruê e esposa, pais de Rerison, saíram do Rio Grande do Sul às 15h50 de ontem em um avião do Exército. 

Conforme a família, Rerison será enterrado ao lado do túmulo da avó, que sempre sonhou com um filho militar e teve um neto que seguiu carreira.

Os militares farão a recepção e montarão a guarda de honra, um procedimento idêntico ao preparado para militares que servem no Estado. 

Causas - Rerison era de Anastácio, mas havia sido transferido para o Estado sulista. Ele tinha operado as amidalas, porém sofreu complicações no pós-cirúrgico.

Segundo familiares, os pontos se romperam e provocaram hemorragia. Em seguida, Rerison sofreu outras complicações e precisou passar por nova cirurgia, mas não resistiu.

“Rerinho” como era conhecido pela família e amigos era muito querido e sua morte comoveu Anastácio e região, onde sua família reside.Facebook

Leia Também

Bolsonaro defende volta às aulas e ataca professores: 'tá bom pra eles ficar em casa'
Geral
Bolsonaro defende volta às aulas e ataca professores: 'tá bom pra eles ficar em casa'
Jovem morre em Ponta Porã após aplicação estética em clínica clandestina no Paraguai
Hidrogel
Jovem morre em Ponta Porã após aplicação estética em clínica clandestina no Paraguai
Mais 829 brasileiros morrem de covid-19 nesta quinta-feira, diz Ministério da Saúde
Geral
Mais 829 brasileiros morrem de covid-19 nesta quinta-feira, diz Ministério da Saúde
Pantanal: bombeiros fazem intenso combate às queimadas no Porto da Manga
Cidades
Pantanal: bombeiros fazem intenso combate às queimadas no Porto da Manga