Menu
quinta, 03 de dezembro de 2020
Saúde

Dia Mundial da Alimentação leva acadêmicos e profissionais ao calçadão da Barão

Saúde

16 outubro 2013 - 08h01Por Da Redação

A calçada da Rua Barão do Rio Branco, em Campo Grande, mais conhecida como calçadão da Barão, será palco de ação de orientação à população em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação. No dia 16 de outubro, das 8h às 17h, o Conselho Estadual de Segurança Alimentar (Consea/MS), em parceria com a Universidade Anhanguera-Uniderp, leva à comunidade informações sobre alimentação saudável.

Serão desenvolvidas atividades como: orientações e informações sobre saúde e nutrição, direito a alimentação, produção de alimentos e segurança alimentar nutricional. Os acadêmicos do curso de Nutrição da Anhanguera-Uniderp, estagiários de saúde coletiva, irão focar as atividades no tema "Obesidade Infantil: Como evitar?". 

Levantamento divulgado no mês de agosto pelo Ministério da Saúde revela que 51% da população brasileira está obesa. "O comportamento alimentar dos pais é algo que é passado para os filhos, por isso devem também se alimentar bem e ter hábitos de vida saudáveis. Quando a criança começa a escolher seus próprios alimentos ou quando começa a se socializar com outras crianças, os pais devem ficar atentos, pois é comum os pequenos começarem a rejeitar as verduras e legumes e dar preferências aos alimentos mais doces e gordurosos. Vale neste momento a persistência e a criatividade na hora das refeições e do preparo", comenta a professora supervisora do Estágio de Saúde Coletiva do Curso de Nutrição, Luiza Camargo Santos. 

Ela ressalta ainda que não é apenas a obesidade um vilão que atinge as crianças devido à má alimentação. "Existe também a hipertensão, diabetes, problemas no crescimento e desenvolvimento das crianças. Estes problemas possivelmente irão estender por toda a vida", alerta. 

De acordo com Pesquisa de Orçamento Familiar de 2008/2009 (POF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 34,8% das crianças com idade entre 5 e 9 anos está acima do peso recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde. Já o índice de jovens de 10 a 19 anos com excesso de peso, passou de 3,7%, em 1970, para 21,7% em 2009.

Leia Também

Humorista 'Rodela' morre de covid-19 aos 66 anos em SP
In Memoriam
Humorista 'Rodela' morre de covid-19 aos 66 anos em SP
Fátima Bernardes revela que está com câncer no útero
Geral
Fátima Bernardes revela que está com câncer no útero
Em 24 horas, Brasil registra quase 700 mortes por covid-19
Geral
Em 24 horas, Brasil registra quase 700 mortes por covid-19
Cachorrinhos são furtados no Tiradentes e dona chora: 'doloroso não ter vocês em casa'
Cidade Morena
Cachorrinhos são furtados no Tiradentes e dona chora: 'doloroso não ter vocês em casa'