Menu
terça, 22 de setembro de 2020
Saúde

REFERÊNCIA: Governo traz equipe do Sírio-Libanês para recuperar Hospital Regional

Missão é transformar o hospital em um Sírio-Libanês de MS

13 março 2019 - 11h10Por Rodson Willyams

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, recebeu, na manhã desta quarta-feira (13), no Hospital Regional Rosa Maria Aparecida Pedrossian, a equipe de técnicos do Hospital Sírio-Libanês, que tem unidades em São Paulo e Brasília, para iniciar a implantação do Proadi-SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS).

O objetivo do plano, batizado de LEAN, é transformar a unidade hospitalar em um centro de referência em Mato Grosso do Sul. O plano prevê a incorporação de novas tecnologias e custo zero.

Segundo Geraldo Resende, o Governo do Estado definiu uma nova estratégia para recuperar o hospital que, inclusive, conta com um Plano de Emergência para compra de insumos. "O Governo reconhece que o hospital enfrenta problemas e procurou ajuda com entidades como o Hospital Sírio-Libanês, que tem expertise. Nós queremos, depois, expandir para todo o complexo da saúde".

A reunião realizada na manhã de hoje vai ser o pontapé para que o projeto possa ser desenvolvido. Segundo a gerente do Projeto LEAN, Ana Carolina Brasil, o programa é destinado justamente para as emergências e existe desde 2017, implantado em 17 estados, num total de 32 hospitais.  

Conforme Resende, o projeto  vai contribuir para "evitar desperdícios" e garantir "o foco no paciente". 

O diretor do Hospital Regional Rosa Maria Aparecida Pedrossian, Marcio Eduardo de Souza Pereira, está confiante no plano que mantém o Sírio-Libanês, "mas isso ainda vai levar um tempo". Sem dar muitos detalhes, ele ainda afirmou que o decreto do Plano Emergência "já começou a dar resultados".

Por fim, ele informou que vai conversar com o município de Campo Grande, que é o gestor da saúde, para que a população possa entender o que é urgência, emergência e regulação. "Nós não fazemos nada sozinhos".

Reforma do HR

Geraldo Resende ainda informou que faz tratativas com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para conseguir recursos para reformar todo o hospital. "Estamos conversando com ele para que a gente possa reformar o hospital do piso ao teto, além de ver a hidráulica e elétrica".

Segundo a assessoria de imprensa, o Hospital Regional realizou, em 2018, 65 mil consultas, sendo deste total 27 mil no pronto-socorro. 14,5 mil foram internações e 6,5 mil cirurgias. O custo total do hospital gira em torno de R$ 25 milhões, sendo 19 mil com custeio de pessoal.

Leia Também

Jovem finca agulha de narguilé e mata namorado após discussão por pastel
Geral
Jovem finca agulha de narguilé e mata namorado após discussão por pastel
Apesar de fracas, chuvas continuam na terça e deixam clima fresquinho em Campo Grande
Cidades
Apesar de fracas, chuvas continuam na terça e deixam clima fresquinho em Campo Grande
Trio morre ao trocar tiros com policiais do DOF após assalto em Naviraí
Interior
Trio morre ao trocar tiros com policiais do DOF após assalto em Naviraí
Brasil tem 377 mortes por covid em 24 horas e total chega a 137 mil
Geral
Brasil tem 377 mortes por covid em 24 horas e total chega a 137 mil