Menu
quarta, 28 de fevereiro de 2024 Campo Grande/MS
GOVERNO FEVEREIRO IPVA
Campo Grande

Método aplicado pela APAE transforma vidas e realiza sonhos de pacientes em Campo Grande

O método é usado para tratar pessoas com desordem neuromuscular, que precisam de repetições intensas de exercícios para aprender a adquirir nova habilidade motora

09 fevereiro 2024 - 12h24Por Felipe Dias

O Centro Médico e de Reabilitação e Oficina Ortopédica da APAE de Campo Grande (CER/APAE) tem sido um agente transformador na vida de muitas pessoas, proporcionando a realização de sonhos através do Método Therasuit. Este programa intensivo individual pretende potencializar o ganho de força, funcionalidade, coordenação e equilíbrio, e tem sido um recurso eficaz para diversos pacientes.

Desenvolvido nos Estados Unidos, o Método Therasuit teve origem na veste criada por pesquisadores russos para combater os efeitos negativos que os astronautas sofriam devido à falta de ação da gravidade durante as viagens espaciais. Esse método, idealizado por um casal de fisioterapeutas e pais de uma criança com paralisia cerebral, tem revolucionado o tratamento de pessoas com desordens neuromusculares nos Estados Unidos e em diversos países.

No CER/APAE de Campo Grande, o método é realizado por uma equipe de fisioterapeutas especializados, após uma avaliação minuciosa das necessidades de cada paciente. Com duração de quatro semanas e sessões diárias de três horas, o programa busca promover melhorias significativas na qualidade de vida dos pacientes.

Um exemplo inspirador desse impacto é o caso de Maria Clara Escobar, uma usuária de três anos que possui microcefalia, epilepsia e paralisia cerebral. Maria Clara realizou o II módulo do método em dezembro, sob os cuidados da fisioterapeuta Camila Soares. Durante o período de tratamento, ela contou com o apoio crucial de sua família e do seu fiel companheiro, o gatinho Miau.

Os resultados do método são notáveis. Maria Clara apresentou uma melhora significativa em sua locomoção com o andador, além de ganhos de força muscular, equilíbrio, alinhamento postural e autonomia. Graças ao programa, ela demonstrou progressos como subir e descer do sofá sozinha e dar alguns passos com apoio.

A mãe de Maria Clara, Ivelyn Escobar, expressa gratidão pelo apoio recebido da APAE de Campo Grande, que não apenas ajudou sua filha, mas também todas as crianças que passam pela instituição. Para ela, o céu é o limite, e ela sonha em ver Maria Clara andar, falar e socializar ainda melhor.

O coordenador técnico do CER/APAE, Leonardo Moreira Leal, destaca a importância do Therasuit para o desenvolvimento das habilidades motoras das crianças com deficiência em todo o estado de Mato Grosso do Sul. Ele ressalta que o método não invasivo tem proporcionado resultados impressionantes e conquistas antes inimagináveis em um curto período de tempo.

A veste TheraSuit é um componente fundamental do método, constituída de cordas elásticas específicas e ajustadas conforme as necessidades de cada paciente. Essa órtese dinâmica auxilia na estabilidade do tronco e coordenação das extremidades, promovendo uma melhora significativa na postura e nos movimentos.

Por meio do compromisso e dedicação da equipe do CER/APAE, histórias como a de Maria Clara continuam a inspirar e mostrar o potencial transformador do método na vida das pessoas com deficiência.