TCE MAIO
(67) 99826-0686

Durante vistoria, Promotoria encontra filas de espera e materiais em falta em postos de saúde

MPE deu prazo de dez dias para esclarecimentos; prefeitura diz que situação foi regularizada

21 OUT 2016
Rodson Willyams
13h28min
Imagem ilustrativa Foto: Geovanni Gomes / Arquivo

As longas filas de espera e a falta de materiais para realização de exames voltam a ser problemas nas redes municipais de saúde em Campo Grande. Vistorias realizadas pela 32ª Promotoria de Justiça da Cidadania Saúde Pública constataram diversas irregularidades na UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) Vila Fernanda.

Por causa da situação caótica, a Promotoria determinou o prazo de 10 dias úteis para que a prefeitura realize estudo para viabilizar a implantação de sala de coleta de exames laboratoriais na UBSF Vila Fernanda e se há possibilidade de aumento no número de vagas para coleta de exames laboratoriais na UBSF Portal Caiobá.

O órgão ainda solicitou que proceda o abastecimento da UBSF Portal Caiobá com frascos para coleta de fezes e urina, bem como comprove o devido abastecimento dos referidos materiais.  Também que preste os esclarecimentos que entender cabíveis acerca da demora na marcação dos agendamentos para a realização de coleta dos exames laboratoriais dos pacientes da área de abrangência da UBSF Vila Fernanda, inclusive encaminhando a respectiva documentação comprobatória.

Segundo o MPE (Ministério Público Estadual), foi realizada vistoria in loco nas Unidades Básicas de Saúde da Família Vila Fernanda e Portal Caiobá, no dia 13 de setembro deste ano, e constatou que "analisando detidamente o Relatório de Vistoria Técnica vê-se que na UBSF Vila Fernanda nunca houve coleta de exames laboratoriais, não havendo portanto estoque de materiais para coleta. O técnico pericial da 32ª Promotoria de Justiça consignou que as coletas da UBSF Vila Fernanda são agendadas principalmente para a UBSF Portal Caiobá e que algumas vezes, diante da falta de vagas, o agendamento acontece para a coleta na UBS Coophavila ".

Destaca-se que, no dia da realização da vistoria não havia estoque de frascos para coleta de fezes e urina, bem como não havia mais vagas para agendamento de coleta de exames para a UBSF Portal Caiobá, sendo os pacientes orientados a voltar semanalmente para tentar agendar os exames, sem previsão de data para o agendamento.

A fiscalização ainda constatou a existência de muitas reclamações por parte dos pacientes, relacionadas à demora no agendamento pela falta de vagas e a distância percorrida entre os bairros da área de abrangência da UBSF Vila Fernanda e a unidade onde estão sendo realizadas as coletas na UBS Coophavila.

Por fim, a assessoria de imprensa da Sesau, "trata-se de um caso pontual, não é um problema na rede. Houve um problema na unidade, mas que em decorrência dele, os pacientes foram remanejados para outra a unidade e não deixaram de ser atendidos. E que a situação na unidade está normalizada".  

Veja também