TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
segunda, 23 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Top Esporte

Acadêmico conquista bicampeonato Pan-americano de Karatê Sub 21

Foram cinco lutas até a vitória, com disputas contra atletas do Peru, El Salvador, México, Canadá e a final contra os Estados Unidos

27 agosto 2018 - 16h37Por UFMS

Erick Kenji Medrado Taira, acadêmico do segundo semestre de Engenharia de Produção na UFMS, conquistou pela segunda vez a medalha de ouro no Campeonato Pan-americano de Karatê Sub 21. A competição foi realizada de 20 a 26 de agosto no Rio de Janeiro (RJ) e a vitória foi na categoria Kumite Individual Junior, para competidores abaixo dos 76kg. A delegação brasileira foi a que obteve maior número de medalhas de ouro no campeonato.

Foram cinco lutas até a vitória, com disputas contra atletas do Peru, El Salvador, México, Canadá e a final contra os Estados Unidos.  O aluno, que pratica o esporte desde os cinco anos de idade e participa atualmente do programa Bolsa Atleta da Universidade, conta que a competição estava acirrada. “O nível dos atletas estava alto, por isso fiquei muito feliz com a conquista, foi sensacional”, celebrou.

Antes de ser acadêmico na UFMS, Erick já havia conquistado o ouro no Pan-americano Sub 21 em 2015, realizado em Santa Cruz de La Sierra na Bolívia. Agora, enquanto aluno e bolsista, quer dar continuidade aos treinos e vitórias. “Meu curso é vespertino por isso tenho o período noturno para me dedicar ao esporte. O incentivo é importante para que os atletas se mantenham em atividade”, disse.

A rotina de treinamentos é diária e realizada no Rádio Clube Cidade, sob a orientação do técnico Arani Franco de Jesus. “A vitória neste Pan-americano significou minha quarta medalha na competição e minha 18ª medalha internacional. É a realização do sonho de seguir conquistando competições internacionais”, afirmou o técnico, e complementou, “o Erick tem perfil para participar de Olimpíadas e agora que o esporte passa a compor os Jogos Olímpicos as expectativas são boas”.