TCE Abril 25 a 29/04
(67) 99826-0686
ENTREGAS

Comparado a Spider e GSP, adversário de Barão quer calar torcida em Brasília

Ex-TUF, Phillipe Nover não teve sucesso em sua primeira passagem no UFC, mas quer fazer história contra ex-campeão: "É a maior oportunidade da minha carreira"

24 SET 2016
Redação
09h41min
Phillipe Nover x Renan Barão UFC Brasília Foto: Raphael Marinho

Adversário de Renan Barão no UFC Brasília, neste sábado, Phillipe Nover teve uma carreira de altos e baixos no MMA. Ex-participante do The Ultimate Fighter, Nover chegou a ser comparado a Anderson Silva e a Georges St-Pierre pelo próprio presidente do Ultimate, Dana White. O americano, contudo, não conseguiu corresponder dentro do octógono e acumulou três derrotas seguidas em sua primeira passagem pela organização, de 2008 a 2010.

- Quando as pessoas te comparam a caras como estes, sua cabeça fica uma maluquice. Na época eu estava treinando duro, mas talvez não tenho tido os treinadores, companheiros de treino e estrutura certos. E eu era imaturo como lutador. (...) Sim (senti a pressão), eu era muito novo, foi em 2008, quando fiz o TUF. Fui comparado a campeões de alto nível. E você acaba lidando com esse tipo de pressão. Mas eu sou um lutador maduro agora, tanto que estou aqui enfrentando um ex-campeão mundial no país dele, e não estou iludido com nenhuma comparação ou algo do tipo. Estou me sentindo ótimo, treino com alguns dos melhores do mundo.

Nover divide os treinos com o trabalho de enfermeiro em um hospital de Nova York. Por falar em hospital, o atleta teve que abandonar os cages logo após a saída do UFC, em 2010, para tratar uma séria lesão no pescoço. Mas a vontade de lutar o fez recomeçar.

- Eu saí do UFC em 2010 com uma lesão no pescoço, e pensei em me aposentar. Fiquei um ano sem treinar, porque tive que fazer uma cirurgia para substituir um disco espinhal. E depois decidi que queria voltar. Lutei em alguns eventos locais, lutei no Bellator, continuei perseguindo o sonho... E agora estou aqui. Quem diria que um dia eu voltaria e logo com uma oportunidade dessas na mão.

Desde que voltou à maior organização de MMA do mundo, Nover ganhou uma luta por decisão dividida e perdeu outra da mesma maneira. Ele vê o duelo com Barão como a maior oportunidade de sua carreira, e não quer desperdiçar isso.

- Eu não esperava esse tipo de oportunidade depois da minha última luta. Eu enfrentei um russo duro, o Zubaira Tukhugov, e perdi por decisão dividida. Antes disso, eu tinha vencido. Foram combates duros, e essa luta caiu no meu colo e eu disse: “caramba, essa é minha maior oportunidade”. E agora estou aqui, vou aproveitar, sou um cara oportunista. Eu não corri da luta. (...) Uma vitória sobre ele pode me colocar no topo da divisão dos penas. O Stephens acabou de vencer ele e agora vai pegar o Frankie Edgar, que é um ex-campeão. Esse é um grande momento da minha carreira e vai me alavancar para onde eu mereço.

Ciente dos riscos de enfrentar um brasileiro no Brasil e de ter que lidar com a pressão da torcida sobre os jurados, Phillipe não quer deixar a peleja nas mãos dos juízes.

- Eu sei que, já que estamos lutando no Brasil, eu vou precisar ter um desempenho bem dominante ou finalizar a luta. Então, vai ser uma finalização ou nocaute no segundo ou terceiro round. E eu vou vencer. Não tem jeito de eu deixar para os jurados uma luta apertada, porque eu sei que, se eles derem para mim e a luta estiver apertada, a torcida provavelmente vai quebrar o “coliseu” (risos).

O Combate transmite o UFC Brasília ao vivo e na íntegra a partir de 19h30 (horário de Brasília) neste sábado. O Combate.com exibe as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo ao vivo, e acompanha o torneio em Tempo Real. Na sexta-feira, site e canal transmitem a pesagem cerimonial do evento ao vivo, a partir de 19h. Confira o card completo:

 

UFC Brasília

24 de setembro, em Brasília (DF)

CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília)

Peso-casado (até 63,5kg): Cris Cyborg x Lina Lansberg

Peso-pena: Renan Barão x Phillipe Nover

Peso-pesado: Roy Nelson x Antônio Pezão

Peso-leve: Francisco Massaranduba x Paul Felder

Peso-médio: Thiago Marreta x Eric Spicely

Peso-pena: Godofredo Pepey x Mike de La Torre

CARD PRELIMINAR (a partir de 19h30, horário de Brasília)

Peso-leve: Gilbert Durinho x Michel Trator

Peso-galo: Rani Yahya x Michinori Tanaka

Peso-galo: Jussier Formiga x Dustin Ortiz

Peso-meio-médio: Erick Silva x Luan Chagas

Peso-leve: Alan Nuguette x Steven Ray

Peso-meio-médio: Vicente Luque x Hector Urbina

Peso-leve: Glaico França x Gregor Gillespie

Veja também