(67) 99826-0686
Camara Maio

Derrota do Atlético-PR classifica o Palmeiras para a Libertadores

Derrota do Atlético-PR para o América-MG nesta segunda-feira classificou o Verdão matematicamente para a Libertadores 2017

25 OUT 2016
Globo Esporte
08h14min
Foto: Divulgação

A derrota do Atlético-PR para o América-MG classificou matematicamente o Palmeiras para a Taça Libertadores. O Verdão, que tem 90% de chances de título, soma 67 pontos, e mesmo que perca todos os seus jogos até o fim do Campeonato Brasileiro, ficará, na pior das hipóteses, na sexta posição. O Furacão e o Grêmio, que dividem o sétimo lugar com 48, podem chegar apenas a 66 caso vençam todas as partidas que têm a disputar.

O gol de Rodrigo Pimpão no fim da partida contra o Santa Cruz não serviu apenas para selar a vitória do Botafogo por 1 a 0. Na prática, significou apenas dois pontos a mais, suficiente para, diante dos tropeços dos rivais, abrir aquela gordurinha, a zona de conforto que permite um tropeço em um jogo difícil sem que haja, por isso, motivos para pânico. Em números, as chances do Alvinegro terminar o campeonato no G-6 subiram significativamente: de 65% para 85%. A fonte é o site Infobola, do matemático Tristão Garcia.

O motivo da subida é simples: todos os concorrentes diretos do Alvinegro tropeçaram na rodada. O Atlético-PR, que soma 13 vitórias em casa, chegou ao mesmo número de derrotas fora de seus domínios ao perder para o quase rebaixado América-MG. O Corinthians arrancou um empate contra o vice-líder Flamengo no Maracanã e segue no sexto lugar, mas, de acordo com o matemático Tristão Garcia, com menos chances de Libertadores do que o Furacão. O Fluminense, com um a menos, cedeu a igualdade ao Coritiba e o Grêmio ficou no 0 a 0 no Gre-Nal. A Ponte Preta, que estava no bolo também, foi derrotada pelo São Paulo e ficou um pouquinho mais distante.

Nas últimas cinco rodadas o Figueirense somou apenas um ponto, o que faz com que a equipe aumente ainda mais suas chances de cair. Com a derrota para o Atlético-MG, elas foram de 85% para 88%, e a diferença para o 16º colocado (que agora é o Sport) aumentou para cinco pontos.

Quem vive situação oposta é o São Paulo, que abriu sete pontos da zona da degola após a vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta. Com 42 pontos, o Tricolor tem apenas 1% de chance de cair, e o mesmo número vale para chegar ao G-6. Uma missão quase impossível, mas um alívio para quem, há duas rodadas, só pensava em terminar o ano sem sustos.

 

Veja também