vanessa
IPVA jan 2018
(67) 99826-0686

No bairro Rouxinóis, asfalto desaparece por baixo da lama deixada pela enxurrada

Os moradores reclamam da situação caótica e aguardam uma solução da prefeitura

14 JAN 2018
Dany Nascimento
15h15min
Foto: Wesley Ortiz

Comerciantes e moradores do bairro Rouxinóis não aguentam mais caminhar pelas ruas cobertas por lama e recheadas de buracos. Eles destacam que, com a chuva, o barro de outros bairros desce para a região, que tem asfalto que mais se parece com rua de terra.

O comerciante Heraldo Marques Viana, 56 anos, que possui um comércio na rua Querobina Garcia Nogueira, afirma que mora na região há 31 anos e os moradores acabam fazendo trabalho braçal para se verem livres da lama. “Nosso problema maior é esse barro que desce de outros bairros e pode até entupir as bocas de lobo. Elas foram limpas por técnicos da prefeitura há pouco tempo, mas a lama toma conta da rua, nem parece que temos asfalto aqui”.

De acordo com Heraldo, o secretário de obras do município esteve recentemente na região e prometeu solucionar o problema o mais rápido possível. “O secretário veio na região acompanhado de alguns técnicos e disse que vai resolver, ele viu que não é justo o que passamos, temos asfalto, mas a lama que desce acaba com tudo. Ele confirmou que será a prioridade de 2018. Cada um tem que pegar uma enxada e tirar o barro de três a quatro vezes por dia, tem gente que faz isso”.

Concordando com as afirmações de Heraldo, Adilson Nogueira Meneses reclama que as ruas do bairro, além de sujas de lama, são recheadas de buracos. “Eles podem até fechar, mas dá uma chuva e volta tudo de novo. Essa cidade, o que mais tem hoje em dia são buracos. É complicado, aqui tem muita lama e muitos buracos”.

Benedita dos Santos, 58 anos, afirma que está há 33 anos na região e também reclama da sujeira e dos buracos que encontra ao caminhar pelas ruas. “Não acreditamos que a situação vai mudar, não vai mudar. O bairro é tranquilo, mas tem esses defeitos que prejudicam diretamente o morador. Tem vezes que andar na rua é a mesma coisa que caminhar descalço”.

O TopMídiaNews entrou em contato com a prefeitura da Capital para saber se tem previsão para solucionar o problema e o que será feito, mas até o fechamento desta matéria, nenhuma resposta foi encaminhada.

Veja também