zé ramalho
studio center
(67) 99826-0686

Último adeus a garoto agredido com mangueira atrai desconhecidos e tem buzinaço

Despedida foi marcada por muita emoção, aplausos e louvores

15 FEV 2017
Thiago de Souza e Amanda Amaral
17h30min
Familiares e desconhecidos se despediram de Wesner Foto: Wesley Ortiz

O enterro de Wesner Moreira da Silva,17, morto em consequência de ferimentos por um compressor de ar em uma 'brincadeira',  atraiu centenas de desconhecidos ao cemitério Monte das Oliveiras, na tarde desta quarta-feira (15), em Campo Grande. O público se comoveu com a brutalidade do crime e motociclistas promoveram um buzinaço na chegada do caixão. 

Cerca de 250 pessoas acompanharam a cerimônia, que começou por volta das 16h30. A despedida foi marcada por muita comoção, aplausos e musica religiosa. 

Rosângela Floriano, 45, estava emocionada e disse que acreditava na recuperação de Wesner, pois tinha visto as notícias de melhora nos jornais. ''Então foi uma surpresa, sei que é uma dor muito grande, pois sou mãe também'', relata. 

A sobrinha dela, Daniolli Floriano,17, disse que se sentiu muito mal pelo fato de ter a mesma idade da vítima. ''Nessa idade a gente tem muito pra viver ainda e é uma tristeza o que aconteceu'', lamentou. 

Motociclistas fizeram buzinaço em homenagem a Wesner

Mariolinda Floriano, 54, não conhecia a família  e por respeito decidiu não entrar em contato com os pais do menino e decidiu 'só apoiar de longe'.  

Sobre o crime em si, as mulheres que foram ao enterro dizem que vão cobrar Justiça, mas Rosângela diz que não deseja a prisão. ''Não sei se a prisão é o mais justo, porque talvez na cadeia vão cometer violência contra ele e não acho certo isso'', explicou. 

Wesner estudava na Escola Municipal Domingos Gonçalves Gomes. Uma adolescente de 15 anos, colega de sala dele, disse que o que vai ficar são lembranças de uma pessoa muito divertida e brincalhona. A garota lembra que o colega era muito popular e não tinha inimizade com ninguém.

Um outro amigo, de 17 anos, disse que hoje pela manhã fizeram uma oração em lembrança a Wesner. ''Esta semana tem sido mais silenciosa, tá um clima diferente', contou o jovem. O grupo combinou de se reunir e prestar solidariedade, tanto no velório, quanto no sepultamento.

Amigos se emocionam em despedida de jovem

                               

 

Veja também