(67) 99826-0686
HPV - OUTUBRO

Após ‘entregar’ Puccinelli, Marun volta atrás e diz que usou ‘força de expressão’

Ministro afirmou que ex-governador acompanhava convenção por imagens, mesmo preso

6 AGO 2018
Vinícius Squinelo
09h30min
Foto: André de Abreu/Arquivo Topmidianews

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, saiu em defesa do ex-governador André Puccinelli após bola fora cometido durante convenção do MDB, partido de ambos. No sábado, data da reunião com a militância e filiados, o ministro, empolgado, afirmou que André estaria acompanhando tudo em tempo real. 

A fala gerou crise até na Segurança Pública regional, já que o emedebista está na cadeia e, teoricamente, não pode usar celular ou qualquer equipamento de comunicação.

Após a forte repercussão, Carlos Marun, em nota oficial encaminhada ao TopMídiaNews, que divulgou a fala em primeira mão (leia aqui), negou o ocorrido. “Em relação a matéria publicada no site TopMidia afirmo peremptoriamente que usei, durante meu discurso na convenção do MDB, uma força de expressão”, afirma.

Marun ainda afirmou que o objetivo é atacar Puccinelli. “É um equívoco utilizá-la para prejudicar um homem que já sofre os reveses de uma prisão no mínimo contestável, não sendo admissível, na vigência plena do Estado de Direito”.

Veja a nota na íntegra:

“Em relação a matéria publicada no site TopMidia afirmo peremptoriamente que usei durante meu discurso na convenção do MDB uma força de expressão. É um equívoco utilizá-la para prejudicar um homem que já sofre os reveses de uma prisão no mínimo contestável, não sendo admissível, na vigência plena do Estado de Direito, qualquer tomada de medida opressora baseada nestas  palavras ditas durante este evento político-eleitoral.
Carlos Marun".

Veja também