(67) 99826-0686
PMCG IPTU 2019

Com indicações do DEM, PTB define suplentes de Nelsinho ao Senado

José Chagas, de Dourados, e a professora Terezinha Bazé, de Três Lagoas, são os indicados

6 AGO 2018
Rodson Willyams
08h50min
Foto: Reprodução / Assessoria

O ex-prefeito de Campo Grande e atual pré-candidato ao Senado, Nelsinho Trad (PTB) anunciou o 1° e o 2° suplentes em sua chapa. Para primeira suplência, Nelsinho indicou o empresário José Chagas (DEM), de Dourados, e para ocupar a segunda vaga a professora-doutora e aposentada Terezinha Bazé de Lima (DEM), de Três Lagoas. 

“A informação foi registrada nesta manhã à Justiça Eleitoral, conforme o prazo estabelecido pela legislação”, comentou o presidente regional do PTB, Nelsinho Trad. 

José Chagas nasceu em Naviraí e tem 64 anos. Terezinha Bazé de Lima, tem 66 anos. Ambos foram escolhidos conforme a coligação partidária feita com o PSDB, do governador Reinaldo Azambuja. Tanto PTB quanto DEM compõem a majoritária no ninho tucano. 

Primeiro suplente 

O empresário é da Região de Dourados, José Chagas, do trabalho na lavoura chegou ao empreendedorismo em Naviraí, chegando consolidar o  Grupo J Chagas que atualmente garante a geração de 380 empregos diretos, pai de três filhos, Chagas encontrou na família o apoio para voltar à política.

“Eu já recebi vários convites para concorrer a cargos no legislativo, já fui vereador de Naviraí em 1996 e até fiz uma campanha para o executivo de Naviraí, mas nenhum projeto me convenceu e eu ainda precisava cuidar dos meus negócios. Eu desejo contribuir pela minha Região de Dourados e pela minha cidade de Naviraí, entendo que precisamos fazer política bem feita e vi nesse projeto com Nelsinho a oportunidade de trabalhar por Mato Grosso do Sul”, disse Chagas.  

Segunda Suplente 

A professora doutora em Educação, Terezinha Bazé Lima, é pedagoga formada pela UFMS, aposentada da UFMS e professora titular da UNIGRAN de Dourados e se destaca pelas ações pelas igualdades sociais e em favor do ensino. Ao completar 60 anos, ela lançou o primeiro livro “Educação e Desenvolvimento da Competência Humana – Memória da Trajetória Construída em Vários Contextos”.

Terezinha é mãe do vereador Marcos Bazé de Três Lagoas e filha de ferroviário. "Meu pai trabalhava com vários funcionários braçais na Noroeste do Brasil, que não eram alfabetizados. Ouvimos no rádio, quando eu tinha 15 anos, que teria uma capacitação para escola Mobral [Movimento Brasileiro de Alfabetização] e que as pessoas poderiam abrir as salas em casa. Meu pai era o professor de alfabetização e eu fui ajudante dele no processo de alfabetização de adultos ensinando minha mãe, as amigas e os ferroviários. Ali nasceu o meu desejo de ser professora”, contou Terezinha Bazé.

Ainda é especialista em Planejamento Didático e em Metodologia do Ensino Superior pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Penapólis – Estado de São Paulo. Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.


Professora Terezinha Bazé Lima. Foto: Reprodução / Assessoria. 

Coligação

O Partido Trabalhista Brasileiro realizou convenção partidária e definiu aliança com o PSDB pela reeleição do governador Reinaldo Azambuja. Oito homens petebistas e três mulheres estão disputando as vagas de deputados estaduais na seguinte chapa: PTB, PPS, Solidariedade, PSL, PMB, PSB e PP. 

Para deputados federais, o PTB têm dois pré-candidatos, que estão com os partidos: PTB, PSB, Solidariedade, PPS, PSL, AVANTE, PMN e PROS.

Veja também