(67) 99826-0686

Planejada para junho, Caravana da Saúde trava e fica sem previsão de lançamento

Governo diz que está com dificuldade de fechar contrato

11 NOV 2017
Diana Christie
18h10min
Foto: Assetur

Planejada para ser lançada em junho, a Caravana da Saúde ainda não tem data para começar mesmo cinco meses após a previsão inicial do Governo do Estado. Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde, o projeto atrasou porque a administração está com dificuldade de fechar contrato.

“A Caravana da Saúde não foi cancelada e deve acontecer ainda esse ano. Por ser um programa inédito (atender 220 mil alunos da rede pública), o Estado está com certa dificuldade em fechar os serviços. Ainda não temos um cronograma para divulgação”, relata a assessoria.

Em janeiro, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) revelou que a Caravana iria fornecer, além dos exames habituais, óculos a todos os alunos da rede estadual de ensino gratuitamente. “Um dos motivos do baixo rendimento escolar é a questão da visão. Por isso vamos focar no atendimento oftalmológico para os alunos da rede estadual”, destacou.

Caravana da Saúde realizou quase 16 mil operações de catarata na Capital - Foto: Ascom

Na época, ele ainda prometeu atendimento para problemas vasculares e parceria com o Hospital do Câncer “para que todas as mulheres tenham acesso aos exames para o diagnóstico de câncer de colo de útero e mama, porque a gente sabe que com diagnóstico precoce há mais chance de cura”.

Na primeira edição da Caravana da Saúde, só em Campo Grande foram realizadas 15.913 operações de catarata, 90% delas em idosos. Além disso, foram realizadas 30 mil operações de outras especialidades em todo Mato Grosso do Sul. Ainda não há uma previsão dos atendimentos a serem realizados neste ano.

Veja também