Menu
sábado, 15 de agosto de 2020
Algo mais

Bom humor fez Pamela vencer câncer linfático no meio de pandemia da covid-19

"Costumava brincar com as pessoas que a meta esse ano era SOBREVIVER dizendo que tinha a missão de escapar de um câncer e da covid-19. Um já venci"

13 julho 2020 - 13h00Por Nathalia Pelzl

A técnica em análises clínicas Pamela Camila Mariano da Silva Gomes, 31 anos, começou o ano de 2020, assim como muita gente, cheia de planos, projetos e sonhos a serem realizados, contudo, no meio do caminho precisou lidar com uma das peças que a vida prega, o diagnóstico de câncer.

“Fui diagnosticada com linfoma de hodking subtipo esclerose nodular em estágio II, mais popularmente conhecido como câncer no sistema linfático. O tratamento teve a duração de 6 meses, com sessões de quimioterapia a cada 15 dias e utilizando o protocolo quimioterápico AVD (Adriamicina,Vinblastina e Dacabazina)”.

Com isso, a jovem precisou adaptar toda a sua vida como, por exemplo, deixar de trabalhar. “Tive que mudar toda a minha rotina, devido ao meu ambiente de trabalho, tive que me manter afastada para evitar possíveis contaminações, pois com as quimioterapias, a imunidade tem uma queda bem acentuada, foram dias difíceis”, garante.

Além do diagnóstico do câncer, pausa nos projetos e trabalho, mudança de rotina, baixa imunidade, ela precisou lidar com tudo isso em meio à pandemia do novo coronavírus e, pra não deixar a ‘peteca’ cair, ela conta qual foi a estratégia.

“Enfrentar tudo isso em meio a uma pandemia, só usando de uma boa dose de humor. Eu costumava brincar com as pessoas que a meta esse ano era SOBREVIVER dizendo que tinha a missão de escapar de um câncer e da covid-19. Um já venci!!!”, pausa para risos. “Como dizia minha grande amiga Ariane, daqui a 50 anos vou poder contar aos mais novos que eu sobrevivi um câncer em meio a uma pandemia”, complementa.

Agora, a cada 3 meses será feito o acompanhamento, depois de 6 em 6 meses. “Por último de ano em ano, por um tempo de 5 anos. Depois desse período, as chances da doença se desenvolver novamente é a mesma de uma pessoa que nunca teve”, garante.

Pamela pontua a importância do autoexame e destaca que caso perceba algo diferente, procure orientação médica. Curada, ela agradece o apoio daqueles que estiveram do seu lado na caminhada. “Quero aproveitar e agradecer todos que estiverem comigo nessa batalha, em especial as enfermeiras do setor de Oncologia da Santa Casa e ao meu Médico, que foram muito acolhedores do início ao fim”.

“Por fim, quero dizer que mesmo com um diagnóstico tão triste HÁ MUITA VIDA ALÉM DO CÂNCER, basta ajustar o foco! A todos que enfrentam essa doença, quero dizer que a cura é possível! Basta acreditar. O apoio da família e amigos é fundamental para suportamos os dias mais difíceis e o remédio fundamental e que faz toda a diferença é a FÉ em DEUS. Tudo na vida passa, até mesmo os dias mais difíceis”, finaliza emocionada.

Leia Também

Mega-Sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado
Economia
Mega-Sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado
Governo federal estuda criação de 'imposto verde'
Economia
Governo federal estuda criação de 'imposto verde'
Polícia fecha festa no Dhama, prende proprietário por bagunça e músico por desacato
Polícia
Polícia fecha festa no Dhama, prende proprietário por bagunça e músico por desacato
Após tirar sarro de doença, Jair Renan, filho 04 de Bolsonaro, é diagnosticado com covid
Geral
Após tirar sarro de doença, Jair Renan, filho 04 de Bolsonaro, é diagnosticado com covid