(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

'Excesso de bagagem': mulher descobre cobra píton na mala após voltar de viagem

Turista achou que fosse uma 'pegadinha', mas logo descobriu que o animal estava bem vivo

26 FEV 2019
Da redação/BBC Brasil
14h28min
Foto: Reprodução/BBC Brasil

Quando Maria Boxall descobriu uma cobra dentro da mala ao voltar das férias na Austrália, ela achou que fosse uma "pegadinha" de algum membro de sua família. Mas a escocesa percebeu bem rápido que não era uma brincadeira – quando ela tocou a cobra, o bicho se moveu.

Sem querer, ela havia levado o réptil na mala em um voo entre as cidades de Queensland, na Austrália, e Glasgow, na Escócia. Boxall só descobriu o bicho, que se escondeu em um sapato, quando desfez as malas em casa. Durante a viagem, a cobra havia trocado de pele, deixando a carcaça velha dentro do sapato.

Um parente de Boxall levou a cobra para o quintal e a manteve presa até a chegada de uma entidade de proteção aos animais, a SPCA. "Quando chegamos, a cobra tinha sido presa, então, eu a removi da propriedade com facilidade", disse Taylor Johnstone, que trabalha com resgate na SPCA.

Serpente no avião

A cobra era uma píton malhada, que não é venenosa e não é considerada perigosa. O genro de Boxall, Paul Airlie, contou a história da cobra viajante para um estação de rádio na Austrália.

Ele disse que a sogra mencionou ter visto uma cobra em seu quarto antes de voltar da viagem, mas achou que o animal tinha ido embora. Como a espécie é natural da Austrália e não ocorre naturalmente na Escócia, ela não pode ser solta na natureza.

Segundo a SPCA, a cobra foi posta em quarentena em seu centro de resgate de animais em Edimburgo. Após a quarentena, provavelmente ela ficará sob os cuidados de um zoológico.

Veja também