TJMS - novembro
tce novembro
Menu
Busca quinta, 21 de novembro de 2019
Algo mais

Mulher adota cachorro que esperou por ela durante 6 meses do lado de fora de aeroporto

Ela sequer imaginava que o cãozinho viria a ser um amigo para toda a vida

19 junho 2019 - 15h11Por Da redação/Catioro Reflexivo

Manter o amor vivo num relacionamento de longa distância nem sempre é fácil. Mas para este jovem cão abandonado que se “apaixonou” por uma mulher que vive a meio mundo de distância, a sua persistência e determinação mais do que compensaram.

A hospedeira de voo Olivia Sievers frequentemente viaja da Alemanha para a Argentina em trabalho,mas numa dessas visitas, ela fez um amigo inesperado. E no momento ela nem sequer imaginava que aquele viria a ser um amigo para toda a vida.

No início deste ano, durante uma caminhada por Buenos Aires, perto do hotel onde estava hospedada, Sievers encontrou um cão de rua amigável, que era conhecido por vaguear naquela área. Ela deu-lhe um pouco de comida e brincaram os dois durante algum tempo e depois quando ela vinha embora ele insistiu em ficar ao seu lado.

“Eu tentei mudar de direcção, porque não queria que ele me seguisse até ao hotel”, disse ela. “Mas foi impossível. Ele acabava por voltar e seguiu-me. Eu tentei durante uma hora, mas ele ficava a vigiar-me e acaba por me seguir. Acho que ele estava realmente feliz por alguém lhe ter dado atenção.”

Para o cão, tinha sido amor à primeira vista e começou por ficar na entrada do Hotel de Sievers à espera. Com pena do animal, a quem ela chamou de Rubio, Sievers deu-lhe um cobertor da companhia aérea para que este se pudesse aquecer durante a noite. Rubio tinha encontrado a sua alma gémea – mesmo que ela não soubesse ainda.

Não demorou muito para Sievers estar num avião de volta à Alemanha, e Rubio voltou a vaguear pelas ruas. Mas era evidente, porém, que ele nunca mais se esqueceu dela. Quando Sievers voltou à cidade em trabalho e ficou hospedada no mesmo hotel, Rubio apareceu do nada na porta para a cumprimentar e dar um abraço. Então, ele continuou a esperar e sempre que ela voltava ao país, lá estava ele à espera no mesmo local.

Na mente de Rubio, tudo tinha sido muito mais do que uma aventura passageira e incrivelmente, mesmo que Sievers voasse em alturas diferentes ao longo dos meses que se seguiram, Rubio sempre a esperava no seu hotel (quase como se soubesse o seu horário de trabalho). Mas mesmo assim, ela tinha que o deixar para trás sempre que se viam.

Numa ocasião, Sievers ainda tentou que um grupo de salvamento animal lhe arranjasse um lar amoroso, mas ele acabou por fugir e foi de novo esperar por ela no sitio do costume. Ele estava mais do que decidido e nada mais restava a fazer e foi aí então que Sievers achou que era demasiado. A hospedeira tomou a decisão de tornar Rubio no seu animal de estimação e fiel amigo e preencheu toda a papelada necessária para o levar com ela para a Alemanha.

Na sexta-feira passada, ele voou para a sua nova casa, onde desta vez quem estava à espera era Sievers. Passaram apenas alguns dias desde que Rubio deixou as ruas da Argentina no seu passado, para desfrutar da sua nova vida na Alemanha com a sua nova mãe e família… E claramente valeu a pena esperar.