TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sábado, 04 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Algo mais

Sucesso em bibliotecas virtuais, campo-grandense pede apoio para publicar 2º livro

Através de financiamento coletivo, Leandro Pileggi pretende lançar nova obra de literatura fantástica

11 novembro 2018 - 15h15Por Amanda Amaral

A psicologia e a fantasia são universos que se misturam na mente criativa de Leandro Pileggi, 32 anos. Após sua estreia surpreendente que bateu altas marcas de vendas em e-books (livros virtuais), sua segunda aventura como autor, ‘Isaac D’, precisa de apoio para existir no mundo físico e tradicional do papel, através de um financiamento coletivo. 

O campo-grandense resume parte do que já criou e o que pretende com a paixão pela escrita, conciliada com a profissão de psicólogo e especialista em antropologia indígena. Seu primeiro livro, o suspense psicológico ‘No'ah’, foi escrito em meados de 2017 e lançado independentemente na internet. 

Livo de estreia 'No'ah' é um dos mais vendidos de seu gênero. (Imagem: Reprodução)

Desde então, a criação permanece entre os mais vendidos de seu gênero, tendo ficado por alguns meses na primeira posição do ranking. O sucesso inesperado também nas críticas que resultou do seu amor pelos livros e o impulso de escrever motivou a nova empreitada, um universo mais complexo e de aventura. 

“Nesse segundo eu me permiti extrapolar a bolha da minha área de formação, e escrevi uma aventura fantástica psicodélica e muito divertida. O primeiro foi escrito em primeira pessoa, já o segundo em terceira pessoa. É um pouco maior, com mais personagens e aborda vários temas transversais como machismo, racismo, identidade de gênero e outros, além de ter vários elementos lovecraftanos”, resume o autor. 

O projeto leva o nome de ‘Isaac D’ e, pela editora Avec, pode ser o primeiro romance literário de estilo light novel tipicamente brasileiro a ser publicado por uma editora, podendo ser, além de impresso, distribuído e vendido nas principais livrarias do Brasil. É uma fantasia diferente do espectro tradicional porque ele não se passa em uma terra distante e mítica, ele se passa no aqui e no agora, em um local que poderia ser qualquer canto brasileiro. 

(Ilustração: Reprodução/Levi Tonin)

“A história começa com um jovem do interior chegando à cidade grande pela primeira vez, e, logo nas primeiras dez páginas a vida desse jovem vira do avesso e embarcamos junto com ele em uma montanha russa de acontecimentos surtados e cheios de ação. Quando você pensa que a história vai acalmar, ela acelera ainda mais e, assim, vai até o final do livro, onde todas as pontas se amarram e a história se fecha. O livro tem mais de 200 páginas, não é curto, é ágil”, explica Leandro.

A meta é alcançar R$ 12 mil para custear todos os processos de publicação e, ainda, garantir doze ilustrações do artista Levi Tonin. A cada valor doado pelo apoiador, há um tipo de recompensa, como nome nos agradecimentos do livro, bottons, marcadores, adesivos e até assessoria para se tornar um escritor criativo. 

Saiba mais e como ajudar clicando neste link.