Menu
domingo, 22 de maio de 2022 Campo Grande/MS
ASSEMBLEIA MAIO DE 2022
Campo Grande

Após audiência, motoristas suspendem greve e tentam acordo por reajuste salarial (vídeo)

Consórcio Guaicurus pediu mais uma rodada de negociações antes de paralisação

06 janeiro 2022 - 14h25Por Vinicius Costa

Os motoristas do transporte coletivo de Campo Grande decidiram suspender previamente a greve que iria começar nesta sexta-feira (7) por conta do reajuste salarial.

Uma reunião, na manhã desta quinta-feira (6), com integrantes do Consórcio Guaicurus, do STTCU-CG (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo e Urbano de Campo Grande) e do MPT-MS (Ministério Público do Trabalho), definiu essa suspensão por uma semana.

Segundo o presidente do sindicato, Demétrio Freitas, o pedido partiu diretamente do Consórcio Guaicurus, empresa que gerencia o sistema de transporte coletivo na cidade.

A solicitação entra na esfera de mais uma tentativa de evitar com que a greve aconteça e prejudique a população. Ainda de acordo com o sindicalista, o pedido é para existir mais uma rodada de negociações a fim de solucionar essa pendência no reajuste.

"Nós entendemos que não abriremos mão, de maneira alguma, de tudo o que foi conquistado, mas aceitamos essa proposta de adiar por uma semana e caso até o dia 14 não se resolva, no dia 15 faremos a greve", disse Demétrio em vídeo nas redes sociais.

O prefeito Marquinhos Trad determinou em decreto que o aumento da passagem seja de apenas 5%, em virtude dos efeitos causados pela pandemia nos últimos dois anos.

Por outro lado, o Consórcio Guaicurus entende que para conceder um reajuste salarial acordado ainda no ano passado com a categoria dos motoristas, era necessário um ajuste tarifário de mais de 20%, fazendo a passagem saltar dos atuais R$ 4,20 para R$ 5,10.

Porém, situação que não foi acatada pela prefeitura, que promete conversar, mas que neste momento é inviável conceder tal reajuste.