GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Campo Grande

Entre chave de carro e roupa, hóspedes perdem tudo em incêndio que destruiu hotel no centro

Um dos clientes bebia em bar próximo quando foi avisado das chamas, mas não conseguiu salvar nada

10 dezembro 2018 - 17h29Por Thiago de Souza e Amanda Amaral

Hóspedes do segundo andar do Hotel Nacional, na rua Dom Aquino, no bairro Amambaí, perderam tudo o que possuíam durante incêndio que destruiu o último pavimento do estabelecimento, na tarde desta segunda-feira (10), em Campo Grande. Um deles perdeu até a chave do carro que ocupava. Apesar do prejuízo, não houve feridos na ocorrência.

As chamas, que teriam começado no teto do 1º andar, segundo um funcionário identificado como João, se espalharam pelo segundo e último andar do estabelecimento.

Maurício Santos de Castro,30, veio de São Paulo há dois dias e estava hospedado no Nacional. Ele conta que trabalha com divisórias e no momento das chamas estava em um bar próximo.

''Tava bebendo tranquilo quando chegou uma mulher correndo, gritando, dizendo que estava queimando tudo'', relembrou o cliente. Ele revela que perdeu tudo o que tinha trazido, sendo material de trabalho, roupa e até chave do carro'', detalhou.

Maurício disse que estava alocado bem em um dos quartos que foi completamente destruído pelas chamas. ''Importante é que a gente está vivo'', ponderou.

Maurício veio de SP e perdeu tudo em incêndio de hotel no centro. (Foto: Wesley Ortiz))

Outros hóspedes também tiveram prejuízo, já que todo o segundo andar foi atingido pelo fogo.

A proprietária do hotel, que funciona há mais de 30 anos no local estava abalada, chorava muito e não quis falar com a imprensa. Ela também prestava socorro aos clientes que observavam o prédio sendo consumido pelo fogo da calçada.

Por volta das 17h o Corpo de Bombeiros anunciou que controlou as chamas, iniciadas por volta das 15h. A quantidade de água não foi contabilizada, mas um caminhão-pipa da concessionária Águas de Guariroba, com 30 mil litros, foi acionado e escoltado pela Polícia Militar até o local da ocorrência.

João diz que fogo pode ter começado no teto do segundo andar. (Foto: Wesley Ortiz)