FIEMS JUNHO

sábado, 15 de junho de 2024

Busca

sábado, 15 de junho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

há 2 semanas

Família acusa ex de se aproveitar do legado de João Carreiro

Ex-namorada estaria se colocando a frente em eventos relacionados ao artista, como a instalação de estátua e lançamento de músicas inéditas

29/05/2024 às 11:30 |

Felipe Dias

Segundo a marca e os bens de João Carreiro está em inventário, porém Francine teria tomada à frente de eventos relacionados ao cantor

Segundo a marca e os bens de João Carreiro está em inventário, porém Francine teria tomada à frente de eventos relacionados ao cantor / Divulgação/Redes sociais

A família do cantor sertanejo João Carreiro, que faleceu em janeiro deste ano, acusa a ex-namorada do músico, Francine Pereira, de se aproveitar do relacionamento que teve com o artista. Ela estaria se passando por viúva e herdeira, além de estar à frente de eventos relacionados ao cantor, como a instalação de uma estátua do artista no Parque do Peão de Campo Grande. São mais acusações após denúncia feita ontem (29) no TopMídiaNews.

Segundo Liliane Carreiro, irmã do sertanejo, a marca e os bens de João Carreiro está em inventário, porém Francine teria tomada à frente de eventos relacionados ao cantor, atuando inclusive na instalação de uma estátua do artista no Parque do Peão de Campo Grande. Ela também estaria querendo lançar músicas inéditas do sertanejo, em um tributo com vários artistas, em um evento no dia 12 de junho, durante o Brasileirão de Laço Comprido, no CLC. As informações foram dadas ao jornalista de renome nacional Léo Dias.

Ainda segundo a familiar, o "tributo" também não pode acontecer porque alguns cantores, que teriam confirmado a presença, não irão mais ao evento. "É um desrespeito lançar músicas inéditas do João, sem esperar autorização judicial", frisou.

Ela acrescenta que "ninguém ainda está autorizado pelo tribunal a assinar pelo João". A familiar também ressalta que a empresa que estaria organizando o show, não fala pelo músico e "estão usando a imagem dele indevidamente".

"Só seria legal se tiver parecer judicial e isso demora sair. Só queremos Justiça e proteger tudo que for do João", completou Liliane para o TopMídiaNews. Francine também não teria poder para tomar estas decisões, pois não teria sido oficialmente reconhecida como inventariante do cantor, afirma a família.

Quanto a estátua que seria instalada em um memorial no Parque do Peão, no mês de junho, Liliane afirma que a família não foi avisada por nenhum organizador, tampouco foi comunicada e ninguém foi chamado para a criação.

Durante a apuração feita pela reportagem, foi descoberto que a empresa que teria ficado responsável pela criação da estátua tentou induzir a filha de João Carreiro, mas como ela é menor de idade, a família tomou conhecimento e mesmo contrariada, acreditou que a singela homenagem aconteceria da melhor forma.

A estatua em homenagem ao cantor chegou ser noticiada nesta semana pelo TopMídiaNews, após família se revoltar com o caso. Segundo eles, a estátua é nada parecida com o músico e estão se sentindo devastados com a situação.

“É uma vergonha, é um abuso, a família está envergonhada e revoltada. Francine gastou mais de R$ 100 mil, pegando dinheiro dos fãs, e não tem nada a ver com João”, disse Liliane.

Segundo Liliane, Francine alega que completaria três anos de relacionamento com João nos primeiros meses de 2024. A família, no entanto, contesta e afirma desconhecer essa versão, pois, há três anos, o artista ainda estava casado.

A ex-namorada teria entrado com uma ação judicial para o reconhecimento da união estável com João Carreiro. Ela tenta participação no inventário.  Já a família defende que a filha do músico, de 16 anos, representada pela mãe, que deve ser a inventariante.

Em ação judicial, a ex-namorada declarou que o relacionamento começou em agosto de 2022. Porém, segundo Liliane, Francine só começou a conviver com João como namorada em janeiro de 2023. Ao Portal Léo Dias, ela ofereceu um relato detalhado sobre o relacionamento dos dois a partir do entendimento da família.

"Em julho de 2022, João Carreiro gravou um DVD em um parque de rodeio de Campo Grande, chamado CLC. Após a gravação, ele comprou uma chácara no Clube do Peão em Campo Grande e se mudou para lá em novembro de 2022. Francine entrou na vida dele como ficante nessa época. João estava em processo de separação de corpos de sua esposa, Caroline Comparin, com quem foi casado por 15 anos e teve uma filha. Em dezembro de 2022, ele se mudou para a chácara no CLC e apresentou Francine como namorada para sua família no final do ano. Francine só foi morar com João em janeiro de 2023", revela.

A família também acusa Francine de mudar de postura após passar a morar com João Carreiro. “Começou a agir de forma ríspida e desrespeitosa com as irmãs do João, maltratando, humilhando, provocando e levando amigas dela para a casa onde estava a família do João, para fazer festa, bebedeira e trocar palavras de ofensa, tentando um embate direto”, relatou Liliane ao Portal Léo Dias.

OUTRO LADO

Após repercussão do caso, o CLC e a UP Artista, empresa responsável pela organização do evento, informaram que possuem autorização formal para a realização do show. A aprovação teria sido atestada por documento assinado pelo escritório jurídico que representa os familiares.

"A inauguração da estátua e o evento em homenagem ao artista João Carreiro estão sendo realizados com a devida autorização da esposa e da filha do artista, que possuem legitimidade para tratar dos direitos autorais e do uso de imagem do artista. Qualquer outro posicionamento que não provenha da filha, esposa ou dos pais do artista não deve ser levado em consideração", declarou a organização em nota.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO