TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sábado, 04 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Filho diz que sentiu medo e agora comemora vitória de Vidalvina contra o coronavírus

A idosa ficou seis dias utilizando bombinha de oxigênio

05 setembro 2020 - 09h30Por Dany Nascimento

Após enfrentar dias difíceis, vendo a mãe de 74 anos internada após testar positivo para o novo coronavírus, o escritor André Alvez, 55 anos, agora comemora e vive dias de alegria ao lado da família. Ele conta que o padrasto testou positivo e, em seguida, Vidalvina Pereira começou a sentir fraqueza.

“Quando deu no meu padrasto, ficamos com medo dela porque convive junto. Ela fez teste na farmácia, mas falei com meus irmãos que não confiava, deu negativo. Fizemos em um laboratório particular e, no mesmo dia, minha mãe sentiu muita fraqueza, principalmente nas pernas. Meu irmão levou ela para hospital militar e, a partir do momento que foi hospitalizada lá, deram antibiótico e pedimos urgência no resultado do exame, que deu positivo”, diz o filho.

André conta que dona Vidalvina ficou seis dias no oxigênio e a família se uniu para rezar. “Passaram fisioterapia para ela, oxigênio dela baixou muito, caiu o índice para 92, quando o ideal é 100. Procuramos saber com o hospital se tinha respirador e, graças a Deus, tinha. No sexto dia, ela já parou de usar o respirador e voltou a respirar normal, foi um alívio”.

O filho conta que, agora, a mãe está bem. “Ela está tranquila em casa. Meu padrasto não teve sintomas, ficou isolado em casa e agora está bem. Meu irmão pegou da minha mãe e também ficou isolado em casa e está bem. Graças a Deus, minha mãe não tem comorbidades, ela tem problema de pressão, mas é controlado”.