FIEMS JUNHO

sábado, 15 de junho de 2024

Busca

sábado, 15 de junho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

há 3 semanas

Gripe A já matou 16 pessoas; vacina protetora está disponível a todos em Campo Grande

Em todo o ano de 2023 foram três mortes pela doença na Capital

Vacina que protege contra o vírus das Gripe Tipo ''A'' está disponível para qualquer cidadão a partir de seis meses de vida, em Campo Grande. A doença já matou 16 pessoas na cidade. 

Conforme divulgação da Prefeitura, o contágio pelo vírus da influenza A triplicou em Campo Grande de janeiro até agora na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são Centro de informações Estratégicas de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (CIEVS-Sesau).

Ainda segundo divulgado, já foram notificados 162 casos de influenza A contra 51 casos registrados em 2023. O número de mortes também subiu significativamente, 16 mortes em 2024 contra apenas 3 no ano passado. A maioria dos falecimentos é de idosos, que foram parte do público prioritário para a vacinação.

Saúde

Neste ano, diz a Prefeitura, 1.417 pacientes deram entrada com sintomas nos postos, e é com base nesses dados que a secretaria de saúde cria as estratégias de enfrentamento, como o decreto de emergência que está em vigor desde o dia 30 de abril.

A evolução das doenças respiratórias e síndromes gripais nas unidades de saúde da capital são monitoradas diariamente pelas equipes técnicas da Sesau para que as estratégias sejam definidas.

Mudança

Também diferente do ano passado, não há registro da circulação do vírus da influenza B este ano em Campo Grande. A médica infectologista, Ivone Martos, explica que a prevalência de alguns tipos específicos do vírus pode variar em cada ano.

''Dependendo do tipo de vírus que foi prevalente em temporadas anteriores, a população pode ter desenvolvido imunidade mais forte contra um tipo de vírus em detrimento de outro'', diz.

As mutações são mais um fator a se considerar já que são comuns em qualquer vírus com ampla circulação, é que quanto mais chances um vírus tem de se espalhar, mais possibilidade ele tem de sofrer mudanças.

Ivone lembra que ''a prevalência do tipo A sobre o B este ano, pode simplesmente refletir uma dessas mudanças que o tornou mais transmissível ou menos reconhecido pelo sistema imunológico das pessoas baseado na exposição anterior, ou na vacinação''.

Óbitos

O tempo seco e as temperaturas mais baixas são a combinação ideal para o aumento das doenças respiratórias e síndromes gripais, e que podem afetar todas as idades, principalmente crianças e idosos que têm o sistema imunológico mais suscetível.

Este ano, 101 óbitos foram registrados por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), dessas mortes, quase metade das vítimas (49) tinha 70 anos ou mais. Outro motivo da maior circulação dos vírus nessa época tem a ver com os hábitos, as pessoas ficam mais tempo em espaços fechados e com pouca ventilação, é nesses ambientes que ocorre a maioria dos contágios.

Febre, tosse, dor de garganta, coriza ou nariz entupido, dores no corpo, dor de cabeça, fadiga e em alguns casos, vômito e diarreia são os principais sintomas.

Tipos

A gripe é uma infecção do sistema respiratório provocada pelo vírus da influenza, e são dois os tipos que atingem os humanos: influenza A e B (responsáveis pelas epidemias sazonais) e C (menos detectado, causando infecções leves)

O vírus da influenza A é dividido em subtipos com base nas proteínas da superfície do vírus: hemaglutinina (H) e neuraminidase (N), como o H1N1 e o H3N2. Na influenza B, o vírus não é categorizado em subtipos, mas em linhagens, como a Yamagata e Victoria.

Vacina

A vacina disponível nas unidades de saúde da capital para quem tem mais de 6 meses de idade protege contra 3 tipos de vírus influenza A – H1N1 e H3N2 – e influenza B – linhagem Victoria.

Veja aqui a relação das unidades, endereços e horários.

https://www.campogrande.ms.gov.br/sesau/unidades-de-saude-cg/.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO