TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Justiça determina recolhimento domiciliar para moradora de rua presa por receptação em Campo Grande

Acusada vive em um hotel abandonado na região central da Capital

11 maio 2022 - 11h06Por Antonio Bispo

Moradora em situação de rua de 36 anos, presa nessa terça-feira (10), na região central de Campo Grande, acusada de receptar um celular furtado, teve o recolhimento domiciliar concedido pela Justiça, nesta quarta-feira (11).

Após passar por audiência de custódia, o juiz Aluizio Pereira dos Santos determinou que a prisão em flagrante fosse convertida em liberdade provisória, sem necessidade do pagamento de fiança.

Porém, determinou, ainda, o recolhimento domiciliar da suspeita no período noturno, das 19 às 6 horas, inclusive nos dias de folga.

Entretanto, o que chama atenção no caso, é que a mulher, em interrogatório, afirmou ser moradora em situação de rua e que vive, atualmente, em um hotel abandonado na avenida calógeras, mas que, por vezes, também dorme pelas ruas da cidade, pois é usuária de drogas.

Prisão

A acusada foi presa após ser encontrada com um celular furtado de uma loja, próxima do local onde vive, pelo namorado dela.

O comerciante perseguiu o suspeito e viu que ele entrou no hotel abandonado. A Polícia Militar foi acionada e realizou a prisão do casal.