TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Parque Jacques da Luz está sem energia desde antes do temporal, denuncia moradora

Ela afirma que o local está abandonado e que a população está sendo impedida de usar a quadra

18 outubro 2021 - 19h00Por Rayani Santa Cruz

Uma moradora da região das Moreninhas denuncia que o Parque Jacques da Luz está em condição de abandono e que não há energia elétrica no local desde quarta-feira (13) passada, antes mesmo do temporal que atingiu Campo Grande. Além disso, ela afirma que a população está sendo impedida de usar o parque.

A mulher, que preferiu não se identificar por medo de represálias,, disse ao TopMídiaNews que a Funesp (Fundação Municipal de Esporte) suspendeu as aulas do local, mas não deu previsão de retomada.

"O parque está largado pelas autoridades, que só aparecem em época de campanha, as os do bairro principalmente. Tem um buraco na cobertura há uns quatro anos já e há dois anos eles não deixam a população usar a 3ª quadra para ser mais exata, mas acabam que não deixam usar o ginásio todo, dizendo ter risco das outras telhas caírem. Mas nada de conserto."

A moradora diz que o parquinho também deixou de ser aberto às crianças por conta da pandemia e até agora não voltou a funcionar. 

"Tem um parquinho também pras crianças dentro do parque e está fechado. Não deixam as crianças usarem com a desculpa da pandemia, mas ao lado da UPA das Moreninhas também existe um parquinho mais bonito e cuidado pela Funesp e está em pleno funcionamento, me diz qual a diferença entre um e o outro em relação ao covid?", questiona.

O que diz a Funesp

Em resposta, a Funesp disse que "desde a última quinta-feira (13) o transformador do Parque Jacques da Luz apresentou defeito e necessitou de manutenção com apoio da concessionária Energisa. O parque precisou ser fechado, pois além da energia, as bombas d’água são elétricas suspendendo o fornecimento de água".

"O problema foi solucionado na sexta-feira (15) e estamos aguardando a troca de um modem para ajustar todas as fases do parque. A Equipe da Sisep já está com a ordem de serviço para reparar ainda nesta semana. Outros adendos de danos foram causados pelas chuvas, as equipes realizavam a limpeza para o retorno das oficinas e atividades nesta segunda-feira (18)", complementa em nota.

Sobre o questionamento do buraco no telhado, em 2018, uma empresa privada ganhou licitação para concluir reformas nas piscinas, pinturas, trocas de pisos e telhas do parque, porém, no mesmo período houve um novo vendaval e destruiu a estrutura do parque. "A Fundação seguiu com pedido de compra emergencial, mas foi impedido juridicamente, já que a empresa privada abandonou a obra em fase de andamento", justifica a prefeitura.