TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 19 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
PREFEITURA AGOSTO 2022 4
PREFEITURA AGOSTO 2022 2
PREFEITURA AGOSTO 2022 2
Campo Grande

Prefeitura retira 4 mil m³ de areia do Réveillon para proteger lagos do parque das nações

O desassoreamento das nascentes do córrego localizado nos altos da Avenida Mato Grosso está concluído

28 agosto 2019 - 14h48Por Da redação/PMCG

Como medida complementar ao desassoreamento dos lagos do Parque das Nações Indígenas, a Prefeitura de Campo Grande concluiu o desassoreamento das nascentes do córrego Réveillon, nos altos da Avenida Mato Grosso. Foram retirados, aproximadamente, 4 mil metros cúbicos de areia, numa operação que mobilizou duas máquinas retroescavadeiras e 8 caminhões. As águas do Réveillon, que desaguam no Prosa, e mais o Joaquim Português, formam  os lagos do Parque das Nações.

Também foi aumentado para 2,5 metros de altura a barragem para  contenção de sedimento na “boca” de entrada da galeria de águas pluviais construída sob a pista.  Será feita uma manutenção  periódica  desta barragem  com retirada de areia. Nesta quarta-feira, equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos estão reconstruindo parte da parede da tubulação que deságua na nascente, danificada pela força da enxurrada.

Segundo o superintendente de Serviços Públicos da Sisep, engenheiro civil Medhi Talayeh,  a ação desenvolvida  na nascente do Réveillon é uma medida preventiva até a construção do piscinão (com capacidade para 22 milhões de litros de água) que a Prefeitura planeja construir no local em 2020.

Há duas semanas foi concluído o desassoreamento do lago principal, de onde foram retirados 105 mil metros cúbicos de areia, operação que mobilizou 8 retro escavadeiras, mais 11 mil viagens de caminhões, além de 50 trabalhadores. Sobrou apenas o piso compactado do lago (que tem de 3 a 5 metros de profundidade), que não pode retirado porque está sobre um solo brejoso natural. Os filetes de água que já se vê em toda sua extensão é o leito natural do Córrego Prosa.

Nesta semana, será concluído o acabamento do serviço, incluindo nivelamento de alguns pontos, reparos em meio fio e aplicação de capa asfáltica nas cabeceiras das pontes de travessia. O replantio de grama nos taludes será feita tão logo haja um período de chuva.

Do lago principal, que se espalha por 5 hectares, foram retirados aproximadamente 110 mil metros de cúbicos de areia em quase 10 mil viagens de caminhão. O trabalho no lago menor, iniciado dia 11 de junho,  terminou duas semanas  depois, dia 25. Foram retirados 15.474 metros cúbicos de areia, exigindo 1.500 viagens de caminhão.

Com as intervenções concluídas e as que estão planejadas,  segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos,  Rudi Fiorese, além de recuperar  um  cartão postal da Capital, os lagos terão um papel importante no controle de enchentes de afluentes do Córrego Prosa, que  em dias de chuva mais intensa, transbordam na região do Shopping Campo Grande. Terão capacidade para armazenar 65 mil metros cúbicos de água, o equivalente a três vezes a capacidade do piscinão que será construído nos altos da Avenida Mato Grosso.