TCE Novembro
Menu
domingo, 05 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Campo Grande

Refis: Em último dia para quitar dívidas mais de 2 mil pessoas aguardam atendimento

Prefeitura informou que não existe previsão de prorrogação

31 outubro 2018 - 16h56Por Nathalia Pelzl

A Central do IPTU, na Prefeitura de Campo Grande, permanece movimentada na tarde  desta quarta-feira (31), último dia para negociar dívidas no PPI (Plano de Pagamento Incentivado), também chamado de Refis.

Por volta das 16h30 no local tinha mais de duas mil pessoas aguardando atendimento, e o sentimento de ter deixado para útlima hora era de arrependimento. Foram montados 70 guichês para atendimento, sendo 20 do lado, onde foi instalada uma tenda para o atendimento preferencial.

Os contribuintes que aguardam atendimento, entre preferencial e o atendimento comum, o tempo de espera é de 2 horas. Para amenizar o calor um freezer com água à disposição de todos.

Mirian Ferreira da Silva, 58 anos, está no local desde as 13h30, o dela é atendimento preferencial.

“Eu estou desde 13h30, me arrependi de ter deixado para última hora, mas ainda acredito que eu consiga sair daqui antes das 17h”, comenta esperançosa.

No geral a procura é para o parcelamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), Juliana Duarte de 31 anos, é analista de custos, na visão dela o uso da tecnologia para esse tipo de serviço é o ideal.

“Apesar de a prefeitura estar fazendo um bom trabalho, eu acredito que eles poderiam fazer o uso da tecnologia, disponibilizar um login e senha para a pessoa fazer parcelamento pela internet, assim evitaria transtornos e lotação. Pelo que eu vi a maioria aqui pé parcelamento”, comentou a analista.

Josefa de Souza, 51 anos, é copeira, ela ressalta que o valor cobrado de IPTU na casa dela, é absurdo, considerando o tamanho da residência.

“Minha casa é pequena, tenho mais de 6 mil de IPTU de dois anos, só eu trabalho em casa, fim fazer o parcelamento, ver se é possível sem entrada”, ressalta Josefa.

O secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, informou que a arrecadação alcançou perto de R$ 35 milhões na segunda fase do projeto – do dia 1º de outubro até quarta-feira (24).

A Prefeitura de Campo Grande informou que não existe previsão de prorrogação do Refis, que para isso acontecer deverá ser aprovado na Câmara Municipal da Capital.