TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Sindicato da enfermagem agradece doações, mas questiona eficácia de máscaras artesanais

Existe resolução da Anvisa que dispõe sobre o tipo de proteção que deve ser usada por profissionais

08 abril 2020 - 20h12Por Thiago de Souza

Sindicato dos Trabalhadores Públicos em Enfermagem de Campo Grande demonstrou preocupação quanto ao uso de máscaras artesanais, doadas pela população a esses profissionais. A entidade agradece a solidariedade, mas questiona a eficácia desse produto para quem está na linha de frente do combate ao Covid-19. 

Conforme o presidente do Sinte-PMCG, Ângelo Macedo, que levou o assunto ao Conselho Regional de Enfermagem de MS, existe resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que dispõe sobre o tipo de máscaras cirúrgicas a serem usadas pelos profissionais. 

''...no artigo 5º, destaca que ‘as máscaras cirúrgicas devem ser confeccionadas em material Tecido-Não-Tecido (TNT) para uso odonto-médico-hospitalar, possuir, no mínimo, uma camada interna e uma camada externa e, obrigatoriamente, um elemento filtrante’', observou Macedo. 

O Sinte-PMCG destacou que a pandemia do novo coronavírus motivou grande procura por equipamentos de proteção individual, as EPIs, e esvaziou os estoques das fábricas. Consequentemente, diz nota do sindicato ''muitas pessoas passaram a fabricar as próprias máscaras, principalmente motivados por postagens em mídias sociais''. 

''...a ajuda das pessoas é fundamental nesse momento, quero parabenizar a todos que estão se dedicando para proporcionar melhores condições de segurança para nós e para a comunidade campo-grandense. Mas temos que garantir a segurança dos profissionais e da população. As máscaras são para proteção e, se estiverem dentro das normas preconizadas, podemos utilizar'', alertou Macedo.