TJMS NUPEMEC
Menu
quarta, 12 de maio de 2021
Cidade Morena

Em nove meses, Procon Municipal tira mais de 2,5 mil mercadorias estragadas de circulação

Já foram mais de 8,3 mil atendimentos no período; atuação é digna de elogios

24 março 2019 - 18h10Por Rodson Willyams

O Procon Municipal, em nove meses de operação, já realizou 8.305 atendimentos, sendo que 69% das notificações foram finalizados, 19% em andamento e 12% encaminhadas para o Judiciário. Na Câmara de Campo Grande, os vereadores veem esses números com bons olhos.

Epaminondas Vicente Silva Neto, o Papy (SD), que preside a Comissão de Defesa do Consumidor, é só elogios. "Ele [o Procon] é de grande importância para a Capital". Ele emenda: "tudo que é novo leva tempo para adaptação, mas vejo com bons olhos a atuação do Procon Municipal".

Outro a comentar é o vereador Chiquinho Telles (PSD), líder do prefeito Marquinhos Trad. "O Procon ainda está em fase de implementação, mas os dados deles nos informam a quantidade de atendimentos. Eu fiquei impressionado".

Atendimentos

Por meio de nota oficial, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Campo Grande informa que, em nove meses, 2,5 mil produtos impróprios foram retirados de circulação. "Já são mais de 700 operações de fiscalização, com 2500 produtos impróprios retirados de circulação".

O órgão atua em diversos segmentos de fiscalização. "Desde sua recente criação - a atuação do Procon Campo Grande alcança os mais variados prestadores de bens e serviços da Capital, são constantes as denúncias e fiscalizações em face das concessionárias de serviços básicos, farmácias, mercados e comércios em geral, bancos e financeiras, hotéis e motéis, bares, restaurantes e padarias, companhias aéreas e rodoviárias".

Quanto à questão de orientação, o Procon Municipal fez parceria com a Secretária Municipal de Educação. "O Procon Campo Grande atingiu 23 mil alunos da rede municipal de ensino com a Cartilha do Jovem Consumidor, uma verdadeira ação preventiva para aqueles que estão iniciando a sua vida econômica".