Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Cidade Morena

Em véspera de convenção decisiva, Antônio Dionízio é notificado por escândalos em igreja

Presidente da Assembleia de Deus Missões, presidente é acusado de falta de decoro

27 janeiro 2021 - 19h19Por Thiago de Souza

Membros da Convenção de Ministros das Assembleias de Deus Missões do Mato Grosso do Sul, notificaram, nesta quarta-feira (27), o pastor Antônio Dionízio, presidente da Assembleia de Deus Missões, em Campo Grande. Trata-se de um procedimento disciplinar aberto em razão de escândalos que envolvem o dirigente em MS. 

Dois evangelistas, Rudy Carlos e Lázaro, gravaram um vídeo na frente da ADM, em Campo Grande, garantindo que já tinham protocolado o documento na secretaria da igreja na Capital. 

Rudy, que se disse membro do Conselho de Ética e Disciplina da ComadeMS, destacou que é uma obrigação legal notificar a igreja da Capital a respeito do processo disciplinar que corre contra Dionízio no âmbito da igreja estadual. 

Entre as várias acusações contra Dionízio, uma é por conta de um vídeo onde ele aparece dando um ‘’tapinha’’ na bunda de uma cantora gospel. À época, ela era namorada do presidente da ADM. 

Ainda segundo denúncias de lideranças religiosas da ADM, Dionízio teria iniciado o relacionamento com a cantora quando ainda estava casado com a ex-mulher, que é mãe do ex-deputado Elizeu Dionízio. O pastor e a cantora se casaram no começo deste ano.  

A notificação ocorre a poucas horas da Assembleia Geral Ordinária da Assembleia de Deus Missões, nesta quinta-feira (28). Nela, será realizada a escola da nova diretoria e do Conselho Fiscal. O novo mandato vai até 28 de janeiro de 2022.