Menu
segunda, 20 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Campo Grande

Mãe que matou a bebê Melanie 'se faz de louca', avalia polícia em Campo Grande

Mulher confessou que estuprou e assassinou a criança de cinco meses

23 junho 2021 - 16h49Por Thiago de Souza e Willian Leite

Mulher de 21 anos, que confessou ter matado a própria filha, Melanie, de cinco meses, prestou depoimento à polícia nesta quarta-feira (23). A Polícia Civil avalia que ela se mostrava lúcida e que sabe o que está fazendo. 

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, a delegada Elaine Benicasa, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, deu detalhes do caso que chocou a cidade. 

‘’Pode ser simulação toda essa história de problema psiquiátrico’’, disse Benicasa. A gravidade e a forma bárbara como a suspeita matou a criança levou testemunhas a crer que a mãe tenha problemas mentais.  

‘’Em alguns poucos momentos ela se emocionou’’, revelou Elaine. 

A DEPCA destacou que, na manhã desta quarta-feira, retornou ao local do crime -  uma casa humilde - na vila Nova Bandeirantes e conversou com algumas pessoas. O relato desses moradores é que durante a terça-feira, a suspeita estaria em surto. 

Ainda segundo a polícia, a mãe estava em casa com Melanie e à tarde o vizinho ouviu barulho de chuveiro ligado. Essa informação bate com o depoimento da criminosa, que diz que matou a filha afogada no banho. 

‘’Ela confessa que colocou a criança bem embaixo da bica da água, até que a filha morresse’’, disse a policial. Também acrescentou que a suspeita nada fala sobre os ferimentos encontrados nas partes íntimas da pequena. 

O homem apontado como o pai da bebê foi ouvido e disse que batia na porta e a criminosa não atendia. 

A delegada Elaine disse que a suspeita não confessa o motivo de ter matado a filha e se mantém fria. No entanto, testemunhas apontam que a criminosa tinha surtos e se sentia perseguida. 

A Polícia Civil vai ouvir mais pessoas e analisar provas. A mãe da criança segue presa. 

Entenda o caso 

Por volta de 22h desta terça-feira (22), a suspeita, que estava com duas amigas, foi até a UPA Leblon com a filha nos braços e pediu socorro médico. 

A equipe da UPA constatou que a menina já estava morta quando chegou e tinha sinais de abuso sexual. A Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar foram acionadas. 

A mãe, segundo testemunhas, apresentava comportamento alterado. Já presa, a suspeita confessou que matou a criança durante o banho e também admitiu ter abusado sexualmente da pequena. 
 

 

 

Leia Também

'Véio da Havan' cogita ser senador em 2022: 'Bolsonaro me pediu'
Geral
'Véio da Havan' cogita ser senador em 2022: 'Bolsonaro me pediu'
Vídeo: morto pelo Choque ostentava dinheiro e imagens de “matador de policiais”
Polícia
Vídeo: morto pelo Choque ostentava dinheiro e imagens de “matador de policiais”
Mãe discute com policiais e vai presa ao embebedar filha adolescente em MS
Interior
Mãe discute com policiais e vai presa ao embebedar filha adolescente em MS
Mulher é indiciada após deixar cães sem água e comida por dois meses no Tijuca
Campo Grande
Mulher é indiciada após deixar cães sem água e comida por dois meses no Tijuca